Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de agentes coordenantes de menor custo e toxicidade na síntese de quantum dots de CdSe em substituição aos tradicionais TOPO-TOP

Processo: 17/20807-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 10 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Laudemir Carlos Varanda
Beneficiário:Beatriz Mourino de Almeida Prado
Instituição-sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/20600-6 - Síntese e caracterização de nanocristais de perovskitas de haletos metálicos totalmente-inorgânicos, BE.EP.IC
Assunto(s):Materiais nanoestruturados

Resumo

Partículas inorgânicas em escala nanométrica despertam muito interesse científico e tecnológico. O seleneto de cádmio (CdSe) é particularmente interessante porque constitui nanopartículas semicondutoras, os quantum dots (QD), os quais apresentam propriedades eletrônicas e óticas específicas. A coordenação de moléculas orgânicas em torno do núcleo inorgânico, composto por nanopartículas, pode gerar um maior controle sobre essas propriedades, além de aumentar a estabilidade coloidal e química e diminuir a toxicidade. O núcleo inorgânico é responsável pelas atividades ótica, eletrônica e magnética e a parte orgânica coordenada, que pode funcionar como surfactante, é responsável pela estabilidade do composto. Muitas pesquisas já estudaram diversas estruturas e propriedades, de forma a contribuir para um maior controle acerca do tamanho, da forma e da composição das nanopartículas, o que colabora para maiores possibilidades de aplicações em áreas como eletrônica, fotônica e biomedicina. O método de síntese mais comum para nanopartículas semicondutoras de CdSe, com significativo controle de tamanho, consiste na utilização de óxido de trioctilfosfina (TOPO) e trioctilfosfina (TOP) como coordenantes dos metais durante a reação e ligantes de superfície após a formação das nanopartículas, denominado de método TOPO-TOP. Porém, essa síntese é cara e de elevada toxicidade, dada a natureza desses reagentes. O atual projeto busca sintetizar quantum dots de CdSe de modo alternativo à síntese TOPO-TOP para obter propriedades comparáveis ou superiores, além de controle de tamanho e maior reprodutibilidade. Para tanto, serão avaliados agentes coordenantes aos metais de baixo custo e menor toxicidade, que possam substituir os tradicionais TOPO e TOP durante a síntese.