Busca avançada
Ano de início
Entree

Deleuze leitor de Kant: vínculos e rupturas do conceito de empirismo transcendental com a filosofia de Immanuel Kant

Processo: 18/06360-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2018
Vigência (Término): 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - História da Filosofia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Sandro Kobol Fornazari
Beneficiário:Matheus Barbosa Rodrigues
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/17236-3 - Deleuze crítico de Kant: o problema da gênese e as ambiguidades do kantismo, BE.EP.MS
Assunto(s):Gilles Deleuze   Empirismo

Resumo

A presente pesquisa tem por finalidade analisar os vínculos e rupturas do conceito de empirismo transcendental com a filosofia de Immanuel Kant. Baseando-se, sobretudo, na tese de doutorado de Gilles Deleuze publicada em 1968, Diferença e Repetição, parte-se da hipótese de que o empirismo transcendental situa-se em relação a uma recuperação crítica da filosofia transcendental. Através da análise dos principais textos nos quais Deleuze concebe (I), avalia (II) e busca ultrapassar (III) a filosofia de Kant, trata-se de demonstrar como o empirismo transcendental traduz-se no esforço de deslocar as estruturas transcendentais das condições de possibilidade para a gênese sensível da experiência, liberando, assim, a sensibilidade e o pensamento, bem como a relação entre estas duas faculdades, das amarras da representação e do entendimento. (AU)