Busca avançada
Ano de início
Entree

Rizodeposição de forragens tropicais: um estudo com marcação por pulso com 14C

Processo: 18/14218-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 20 de agosto de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Ciro Antonio Rosolem
Beneficiário:Eduardo Mariano
Supervisor no Exterior: David Leonard Jones
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa: Bangor University, País de Gales  
Vinculado à bolsa:17/02517-1 - Dinâmica do nitrogênio em um sistema de produção usando braquiária como planta de cobertura, BP.PD
Assunto(s):Biologia do solo   Solo tropical

Resumo

A liberação de compostos orgânicos carbonáceos das raízes para o ambiente circundante é primordial para a dinâmica do C no solo. Os exsudados radiculares desempenham um papel crítico como fonte de C e energia para microrganismos da rizosfera do solo. Entretanto, nosso conhecimento sobre processos relacionados à rizodeposição e rizosfera ainda é muito limitado devido à complexa interação planta-microrganismo-solo. Além disso, a rizodeposição depende da espécie da planta e muda com o estádio fenológico da planta. O uso de abordagens com base isotópica nos permite traçar o fluxo de C através da planta para o solo (por definição, rizodeposição). Nosso objetivo é quantificar a rizodeposição de C e composição da comunidade microbiana do solo de três espécies de gramíneas forrageiras (Megathyrsus maximum, Urochloa brizantha e U. ruziziensis) em dois estádios de crescimento. As plantas forrageiras serão marcadas por pulso com 14CO2 aos 30 e 45 d após a germinação em um experimento de mesocosmo. Um modelo matemático será usado para estimar a relação entre a respiração pelas raízes e dos microrganismos. A comunidade microbiana do solo rizosférico será medida pela análise dos ácidos graxos fosfolipídicos. Uma ANOVA de duas vias será conduzida para avaliar o efeito de espécies forrageiras e estágios de crescimento de plantas nas recuperações de 14C e comunidade microbiana. Uma análise de componentes principais será usada para elucidar os principais padrões de variação.