Busca avançada
Ano de início
Entree

QCD perturbativa em ordens altas no decaimento H em gg

Processo: 19/17046-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 05 de outubro de 2019
Vigência (Término): 20 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física das Partículas Elementares e Campos
Pesquisador responsável:Diogo Rodrigues Boito
Beneficiário:Gabriel Augusto das Neves
Supervisor no Exterior: Jan Piclum
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Siegen, Alemanha  
Vinculado à bolsa:18/12305-4 - Distribuições angulares no decaimento tau a K PI neutrino, BP.MS
Assunto(s):Física além do modelo padrão   Grupo de renormalização   Bóson de Higgs   Renormalização   Glúons   Grande Colisor de Hádrons

Resumo

Na ausência de observação direta de física além do modelo padrão no LHC, testes precisos da teoria requerem precisão cada vez maior. A largura de decaimento do bóson de Higgs em glúons é conhecida até quarta ordem no acoplamento forte, alpha_s. Neste trabalho, estudaremos os efeitos devidos a correções de QCD de ordem superior neste decaimento. O cálculo principal do projeto será feito no chamado limite de alto beta_0 (beta zero) da QCD, onde a série perturbativa é conhecida em todas as ordens em alpha_s. O objetivo é prever rigorosamente as contribuições negligenciadas no cálculo atual e obter de maneira confiável a incerteza teórica associada ao truncamento da série perturbativa. Além disso, estudaremos a melhor prescrição para a escolha da escala de renormalização no processo. Nossos resultados deverão, no futuro, ser aplicados ao processo de produção do Higgs por fusão de glúons, que domina amplamente a seção de choque de produção no LHC. (AU)