Busca avançada
Ano de início
Entree

Filamento sustentável para impressão 3D a partir do polipropileno reciclado reforçado com papel residual

Processo: 19/02607-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2022
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica
Pesquisador responsável:Herman Jacobus Cornelis Voorwald
Beneficiário:Daniel Magalhães de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEG). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Guaratinguetá. Guaratinguetá , SP, Brasil
Assunto(s):Reciclagem   Sustentabilidade   Materiais compósitos   Impressão tridimensional

Resumo

Um dos maiores desafios da sociedade contemporânea é lidar com a geração excessiva de resíduos sólidos e seu descarte. O crescimento da produção industrial seguido da gestão inadequada de resíduos e a falta de áreas apropriadas para sua disposição geram problemas ambientais globais. Políticas ambientais têm orientado as ações de governos, sociedade, academia e indústria visando uma gestão sustentável de resíduos sólidos. De modo geral, a manufatura aditiva tem incentivado o crescimento em pesquisa e inovação com interesse em estudar e desenvolver novos materiais a partir de fontes renováveis e novas tecnologias de fabricação. No que se refere a produção de filamentos para impressão 3D, o uso de compósitos e de matérias-primas recicladas tem se destacado, possibilitando a obtenção de materiais com custos reduzidos, mantendo seu desempenho e respeitando sua vida útil. Dentro desse contexto, o objetivo do projeto é obter um compósito de polipropileno (PP) reciclado proveniente de copos descartáveis utilizando o papel residual como reforço para a produção de filamentos sustentáveis para impressão 3D. A metodologia consiste na caracterização do papel residual e do PP reciclado a fim de obter as propriedades para seu processamento. Os compósitos serão obtidos a partir do processamento dos materiais por meio de um misturador termo cinético, bem como o PP puro. Tanto os compósitos com 10 % de reforço quanto o PP puro serão triturados e então processados por extrusão para obtenção dos filamentos sustentáveis, que serão caracterizados por análises térmicas e mecânicas. A partir das propriedades térmicas, serão determinados os parâmetros para o seu processamento e aplicação, previsão da vida útil através do estudo cinético e por fim sua utilização como matéria-prima para impressão 3D.