Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de Mg2Ni resistente ao ar para armazenagem de hidrogênio, através de recobrimento via solução com polieterimida

Processo: 19/20273-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica
Pesquisador responsável:Daniel Rodrigo Leiva
Beneficiário:Ana Rodrigues Cameirão
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Materiais compósitos poliméricos   Cinética   Hidrogenação   Propriedades térmicas   Polieterimida   Hidrogênio   Armazenamento de hidrogênio

Resumo

O hidrogênio é uma alternativa viável aos combustíveis fósseis por ser um vetor energético renovável e mais limpo. Porém, para sua utilização em larga escala, é necessário o desenvolvimento de sistemas de armazenamento e transporte seguros e eficientes. Formas mais efetivas para o armazenamento do hidrogênio têm sido estudadas nos últimos anos, como em sólidos através de sua adsorção física à superfície de um material ou de ligações químicas formando compostos. O intermetálico Mg2Ni, por exemplo, é capaz de reagir reversivelmente com o hidrogênio formando uma fase hidreto; porém, frente a sua baixa resistência em contato com o ar a sua aplicação ainda é restrita a ambientes com atmosfera inerte. Portanto, este projeto tem como principal objetivo a produção e caracterização de um compósito metal-polímero cujas propriedades cinéticas de hidrogenação com e sem o revestimento polimérico deverão ser avaliadas. O Mg2Ni será produzido por moagem de alta energia (HEBM) a partir do pó metálico de magnésio (Mg) e níquel (Ni) e será caracterizado quanto a sua estrutura, morfologia, propriedades térmicas e cinética de hidrogenação. Posteriormente, o pó obtido desta liga será revestido com uma camada de polieterimina (PEI) através de mistura por solução e o compósito será então caracterizado quanto às mesmas propriedades após exposição ao ar. Após a coleta e análise dos resultados, serão contrastadas as propriedades dos materiais com e sem o recobrimento polimérico com a finalidade de avaliar a sua eficácia.