Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de marcadores ósseos, saúde óssea e composição corporal em pacientes com estágio inicial de anorexia nervosa e em pacientes com anorexia nervosa grave e duradoura

Processo: 19/22533-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 13 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 12 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Pesquisador responsável:Ligia Araujo Martini
Beneficiário:Mariana Agostinho de Pádua Lopes
Supervisor no Exterior: Ulrike Schmidt
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : King's College London, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:16/25751-7 - Avaliação da saúde óssea em pacientes com Anorexia Nervosa e Bulimia Nervosa, BP.DD
Assunto(s):Anorexia nervosa

Resumo

Introdução: mulheres com anorexia nervosa (AN) apresentam risco aumentado de desenvolver osteopenia, osteoporose e fraturas ósseas. Os principais fatores associados são baixo peso, curso e duração da doença e amenorreia. Marcadores bioquímicos do remodelamento ósseo e dosagem do perfil hormonal podem detectar alterações do remodelamento ósseo precocemente; e prever a densidade mineral óssea e a ocorrência de fraturas. Objetivo: Avaliar marcadores ósseos, saúde óssea e composição corporal de pacientes com AN em estágio inicial e de pacientes com AN grave e duradoura. Métodos: As participantes (18 a 25 anos) serão recrutados nos serviços South London e Maudsley NHS Foundation Trust e FREED em outras unidades de Londres. Mulheres encaminhadas com primeiro episódio em estágio inicial com AN (N = 20) (duração da doença menor que 3 anos); mulheres com AN grave e duradoura (N = 20) (duração da doença superior a 3 anos) e um grupo de jovens saudáveis da comunidade (N = 20) participarão do estudo. Os participantes serão submetidos a uma entrevista, exame de sangue em jejum, antropometria e bioimpedância. Modelo linear geral independente (GLM), qui quadrado, testes de correlação linear de Pearson e modelos de regressão linear e logística serão realizados no SPSS. Dados de amostra de pacientes com AN coletados no Brasil serão incluídos para análises estatísticas mais complexas. Resultados esperados: Espera-se que a saúde óssea (conteúdo mineral ósseo e níveis de estrogênio, testosterona, marcador bioquímico de formação e reabsorção óssea e IGF-1) e parâmetros de composição corporal (gordura corporal e massa muscular), quando comprometidos, estejam positivamente relacionados Índice de Massa Corporal e negativamente com maior gravidade dos sintomas do transtorno alimentar e duração da doença.