Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito hemodinâmico e autonômico do exercício na pressão arterial e na doença arterial periférica

Processo: 19/19596-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 20 de fevereiro de 2020
Vigência (Término): 19 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Emmanuel Gomes Ciolac
Beneficiário:Isabela Roque Marcal
Supervisor no Exterior: Veronique Cornelissen
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Leuven (KU Leuven), Bélgica  
Vinculado à bolsa:18/09695-5 - Resposta hemodinâmica ao exercício físico em piscina aquecida em idosos hipertensos: efeito do exercício intervalado de alta intensidade versus exercício contínuo de moderada intensidade, BP.MS
Assunto(s):Doenças vasculares   Reabilitação cardíaca   Pressão sanguínea   Endotélio   Exercício físico

Resumo

A elevação crônica da pressão arterial (PA) ou hipertensão (HAS) é um dos 10 principais fatores de risco que influenciam a epidemia global de doenças não transmissíveis (DCNTs) e é diretamente responsável por até 7 milhões de mortes anualmente, representando um dos maiores problemas de saúde em todo o mundo, com uma expressão social e econômica significativa. No subgrupo de doenças vasculares, a doença arterial periférica (DAP) é definida como doença arterial das extremidades inferiores e é caracterizada por progressivo acúmulo de placas ateroscleróticas em membros inferiores. A DAP possui forte associação com doenças coronarianas ou cerebrovasculares, e estima-se que ocorra em 61% destes pacientes com alto índice de mortalidade. A promoção de exercício físico é uma das principais estratégias globais de inúmeras sociedades médicas e de saúde para prevenção e controle de HAS e, consequentemente, DAP. No entanto, os efeitos do exercício a longo-prazo relacionados a HAS e PAD permanecem incertos. Estudos que comparem qual tipo de exercício promove melhor resposta nos mecanismos fisiológicos responsáveis pela redução da PA, bem como na identificação de respostas hemodinâmicas, benefícios vasculares e autonômicos na HAS e PAD, necessitam serem elucidados. Desta forma, o principal objetivo deste estágio é realizar dois estudos diferentes com potencial para publicações de alto impacto em um centro líder em ciências de exercício e da saúde, sob a supervisão de uma das mais renomadas cientistas do mundo no campo da prevenção cardiovascular e reabilitação; aprender novos métodos, análises estatísticas e técnicas de coletas de dados que serão utilizados no grupo de pesquisa e atual projeto de mestrado, bem como em projetos futuros, fornecendo conhecimento que beneficiará a população com doenças cardiovasculares e assim, a literatura científica.