Busca avançada
Ano de início
Entree

Entendendo a interação entre clima e tectônica no Oeste da Amazônia (Bacia do Acre) durante o Quaternário por meio de técnicas de luminescência

Processo: 19/20588-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:André Oliveira Sawakuchi
Beneficiário:Ian Aitor Del Rio Garcia
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/15613-1 - Construção topográfica nos Andes Nororientais e a origem da Bacia Transcontinental Amazônica, AP.JP2
Assunto(s):Sedimentos geológicos   Clima   Tectônica   Termocronologia   Bacia hidrográfica   Região Oeste   Amazônia   Luminescência

Resumo

Embora algumas idades numéricas estejam disponíveis para o registro sedimentar do Quaternário para as Bacias do Solimões e do Amazonas, o registro estratigráfico do Quaternário e sua temporalidade na Bacia do Acre são pouco conhecidos. Isso é fundamental para avaliar se as mudanças na paisagem causadas pela tectônica e/ou pelo clima influenciaram a distribuição de espécies na Amazônia durante o Quaternário, o período crítico para a diversificação biótica. Para entender a relação entre o tectonismo e o clima e seu papel nas mudanças da paisagem na Amazônia durante o Quaternário, é obrigatório obter uma cronologia detalhada do registro sedimentar e das áreas fonte de sedimentos que permitam correlacionar os depósitos sedimentares estudados na Bacia do Acre com bacias próximas e as fases tectônicas. Com esta proposta de pós-doutorado, nosso objetivo é usar diferentes sinais luminescentes para produzir um modelo etário detalhado do registro sedimentar a partir de locais selecionados na Bacia do Acre e obter taxas de exumação nas áreas fonte de sedimento nos Andes. Isso será realizado coletando amostras de afloramentos e de testemunhos extraídos no "Trans-Amazon Drilling Project" (International Continental Scientific Drilling Project, ICDP). Para determinar as idades de sedimentação, usaremos diversas técnicas de datação por luminescência, incluindo protocolos de datação desenvolvidos recentemente, que permitam aumentar o limite de idade do método de datação para escalas de tempo de 105 a 106 anos. A análise termocronológica de baixa temperatura a partir de sinais luminescentes de amostras de rocha da Cordilheira dos Andes e de amostras coletadas durante a perfuração fornecerá taxas de exumação e subsidência para a Cordilheira dos Andes e a Bacia do Acre, respectivamente, para o Quaternário. (AU)