Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da composição corporal e estado de saúde de Pacientes com DPOC submetidos ao treinamento convencional (aeróbico e resistido) associado a um circuito funcional

Processo: 19/14824-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Ercy Mara Cipulo Ramos
Beneficiário:Natalia Narumi Voltareli Suzuki
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Doença pulmonar obstrutiva crônica   Treinamento aeróbio   Reabilitação   Composição corporal   Índice de massa corporal   Inquéritos e questionários   Estudos randomizados

Resumo

A composição corporal é um aspecto importante a ser analisado em pacientes com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), visto que variáveis como o Índice de Massa Livre de Gordura (IMLG) representam determinantes de sobrevida independentes da função respiratória nessa população. A utilização do treinamento físico de forma convencional (aeróbico associado ao resistido) é capaz de proporcionar aumento da porcentagem de massa magra, Índice de Massa Corporal (IMC) e diminuição da porcentagem de massa de gordura. Entretanto, são desconhecidos os efeitos da inserção de um circuito de exercícios funcionais ao treinamento convencional nas variáveis de composição corporal e estado de saúde em pacientes com DPOC. Objetivo: Avaliar os efeitos da inserção de um circuito de exercícios funcionais ao treinamento convencional (aeróbico associado ao resistido) na composição corporal e estado de saúde de pacientes com DPOC. Métodos: Pacientes com DPOC serão randomizados em três grupos de treinamento: GTC (Grupo Treinamento Convencional), GTF (Grupo Treinamento Funcional) ou GCU (Grupo Cuidados Usuais), os programas de treinamento terão duração de 8 semanas. Os pacientes serão avaliados antes e após o treinamento, quanto a composição corporal (Bioimpedância InBody 720) e quanto ao estado de saúde (Questionário de Avaliação da DPOC - CAT). Análise estatística: A normalidade dos dados será verificada pelo teste de Shapiro-Wilk, a análise será realizada com o "princípio de intenção de tratar", será utilizado o Two-way Repeated Measures ANOVA para a avaliação intra e intergrupos. Nas variáveis com distribuição não-normal será utilizado o teste de Wilcoxon na análise intragrupos ou Mann-Whitney na intergrupos. O nível de significância utilizado será de p<0,05. (AU)