Busca avançada
Ano de início
Entree

Covariância estrutural de substância branca por imagem de tensor de difusão em pacientes com comprometimento cognitivo leve e Doença de Alzheimer

Processo: 19/26933-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2020
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Marcio Luiz Figueredo Balthazar
Beneficiário:Jaime Lage Vidal Junior
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/15571-7 - Mapeando a progressão do declínio cognitivo subjetivo para comprometimento cognitivo leve e demência da Doença de Alzheimer com biomarcadores multimodais, AP.JP2
Assunto(s):Neurologia   Doenças neurodegenerativas   Doença de Alzheimer   Fisiopatologia   Comprometimento cognitivo leve   Substância branca   Processamento de imagens   Análise de covariância   Estudos transversais

Resumo

A Doença de Alzheimer (DA) é uma condição neurodegenerativa de grande prejuízo social e econômico e seu diagnóstico precoce é essencial na melhora do prognóstico dos portadores. Assim, a busca por novas técnicas promissoras na investigação de marcadores precoces da doença é de suma importância. Neste trabalho será aplicada uma técnica relativamente nova no estudo das alterações da DA, a análise das propriedades de conectividade de rede extraídas de mapas de covariância estrutural. Contudo, esses mapas serão construídos a partir de imagem de tensor de difusão e, dessa forma, será feito o estudo a partir da substância branca encefálica. Essa é uma nova abordagem, pois os mapas de covariância estrutural normalmente são construídos a partir do estudo do córtex cerebral. Desse modo, objetiva-se analisar as variações nas principais propriedades de conectividade (eficiência global, coeficiente de agrupamento, transitividade e modularidade) entre os diferentes subgrupos avaliados. Os indivíduos serão divididos segundo os critérios NIA/AA 2018, em: Doença de Alzheimer leve, comprometimento cognitivo leve (continuum da DA - amiloide alterado - suspeita de fisiopatologia não DA - SNAP - e sem alterações de biomarcadores) e controles. O estudo será transversal; o processamento de imagem e a obtenção das matrizes de conectividade serão feitos por meio do graphical toolbox Explorer DTI.