Busca avançada
Ano de início
Entree

Atualização e processamento analítico de banco de dados com inclusão contínua de pacientes com doença arterial coronária obstrutiva submetidos a procedimentos percutâneos de angioplastia coronária em hospital terciário do estado de São Paulo

Processo: 20/10909-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Fausto Feres
Beneficiário:Anna Beatriz Silva de Almeida
Instituição-sede: Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia (IDPC). Fundação Adib Jatene (FAJ). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/50342-6 - Plano de desenvolvimento institucional em pesquisa (PDIp), AP.PDIP
Assunto(s):Doença da artéria coronariana   Angioplastia   Revascularização miocárdica   Gestão em saúde   Análise de dados   Banco de dados

Resumo

A doença arterial coronária (DAC) é uma doença em que há o acúmulo de placas nas paredes das artérias coronárias (os vasos responsáveis pelo suprimento sanguíneo do miocárdio). Estas placas podem obstruir a artéria de forma gradual ou podem se romper subitamente, provocando uma obstrução mais aguda. Considerando que o miocárdio depende do contínuo suprimento de oxigênio e nutrientes para sobreviver, a obstrução de uma artéria coronária rapidamente causa problemas significativos. Os pacientes portadores de DAC crônica ou aguda podem necessitar tratamento de revascularização do miocárdio. A abordagem minimamente invasiva, por via percutânea, representa hoje a principal modalidade de revascularização miocárdica, respondendo por até 85% dos procedimentos, em comparação com a abordagem cirúrgica. O conhecimento dos resultados da prática diária local é de necessidade extrema para o acompanhamento dos processos e indicadores, visando a melhora dos cuidados médicos e maior sobrevida dos pacientes. Considerando a elevada prevalência da DAC em nosso meio e, consequentemente, dos procedimentos terapêuticos realizados como forma de tratamento da mesma, torna-se de elevada importância o acesso, preenchimento, atualização e processamento analítico de um banco de dados robusto com inclusão contínua de pacientes submetidos a procedimentos de angioplastia coronária representando a realidade local, e do serviço público; sendo que, tais dados poderão impactar sobremaneira no planejamento estratégico da gestão da saúde e na alocação dos recursos públicos.