Busca avançada
Ano de início
Entree

Comparação de injeção WAG-CO2 com outras alternativas de injeção para um reservatório carbonático fraturado de óleo leve

Processo: 20/13938-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2020
Vigência (Término): 31 de outubro de 2022
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Mecânica
Convênio/Acordo: Equinor (antiga Statoil)
Pesquisador responsável:Denis José Schiozer
Beneficiário:Josias Pereira de Oliveira Junior
Instituição-sede: Centro de Estudos do Petróleo (CEPETRO). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/15736-3 - Centro de Pesquisa em Engenharia em Reservatórios e Gerenciamento de Produção de Petróleo, AP.PCPE
Assunto(s):Pré-sal

Resumo

A injeção alternada de água e gás (WAG) é um método avançado de recuperação (EOR) que está sendo aplicado em alguns campos petrolíferos offshore brasileiros, em especial na região do Pré-Sal devido à grande concentração de gás (rico em CO2) dissolvido no óleo produzido. Com isso, tal método apresenta políticas técnico-ambientais eficazes ao proporcionar a redução da queima de gás. Além de ser uma alternativa que permite o desenvolvimento de estratégias flexíveis para o gerenciamento de gás produzido, assim como o aumento da recuperação de óleo residual, devido à combinação das melhores eficiências de deslocamento do gás e varrido da água. Já a injeção de água e gás (proveniente do reciclo, neste estudo de caso) correspondem a métodos de recuperação secundária de petróleo e são comumente empregados em poços não surgentes e/ou, a fim de aumentar o fator de recuperação de óleo. Portanto, nesta pesquisa será analisada a técnica de injeção WAG-CO2 e outras alternativas como a injeção de gás e água em poços separados, de modo a comparar os métodos através de diferentes condições e cenários. Para isso, serão utilizadas ferramentas computacionais como o simulador composicional de reservatórios GEM da CMG (Computer Modeling Group), a fim de realizar as inúmeras simulações. Sendo que, para a elaboração da pesquisa, será utilizado o modelo de simulação UNISIM-II-D-CO, que possui características de um reservatório carbonático (semelhante ao Pré-Sal). (AU)