Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise simultânea das alterações estruturais e funcionais de astrócitos e neurônios no NTS de camundongos após hipóxia mantida

Processo: 23/18269-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2024
Vigência (Término): 31 de agosto de 2025
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Benedito Honorio Machado
Beneficiário:Octávio Augusto de Carvalho Maia
Instituição Sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/15957-2 - Modulação astrocítica dos neurônios bulbares envolvidos com a geração e controle das atividades simpática e respiratória de roedores submetidos à hipóxia, AP.TEM
Assunto(s):Fisiologia cardiovascular   Fenômenos fisiológicos circulatórios e respiratórios   Eletrofisiologia   Núcleo solitário   Astrócitos   Neurônios   Hipóxia
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Astrocytes | Calcium Imaging | electrophysiology | Neurons | Nts | Sustained hypoxia | Fisiologia Cardiovascular e Respiratória

Resumo

Em situações de hipóxia mantida (HM) os quimiorreceptores periféricos são estimulados e desencadeiam respostas autonômicas e respiratórias para reestabelecer os níveis normais da pressão de O2 no sangue arterial. A estimulação dos quimiorreceptores periféricos, localizados no corpúsculo carotídeo, promove a ativação de terminações neurais cujas aferências fazem a primeira sinapse com neurônios no nucleus tractus solitarius (NTS), na porção dorsal do tronco encefálico. Estudos existentes na literatura demonstraram que o NTS apresenta sinapses tripartite em toda a sua extensão, na qual astrócitos envolvem os neurônios pré- e pós-sinápticos. Essa proximidade entre astrócitos e neurônios na fenda sináptica favorece uma interação funcional entre essas células, a qual afeta a transmissão sináptica. No entanto, ainda não foram avaliados em que extensão os efeitos da HM sobre a neurotransmissão no NTS envolve alterações na modulação astrocítica. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)