Busca avançada
Ano de início
Entree

Diagnóstico do uso da terra no município de Paulínia (SP) frente às proposições do plano diretor municipal (2006)

Processo: 08/11440-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2009
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Lindon Fonseca Matias
Beneficiário:Cinthia de Almeida Fagundes
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Geoprocessamento   Planos diretores   Planejamento municipal   Uso do solo

Resumo

O desenvolvimento urbano-industrial é característico de municípios com crescimento populacional conjugado à produção industrial em grande escala, à diversificação e inovação de produtos inserida na atual fase do modo de produção capitalista. Neste sentido, o município de Paulínia (SP) vem se caracterizando por um acelerado desenvolvimento econômico fruto da instalação de um polo petroquímico de significativa dimensão (Replan). A configuração da planta industrial, juntamente com o aumento da expansão urbana e das taxas de migração, com uma consequente dinamização da infraestrutura local, conferiram intensas transformações no uso da terra no município nas últimas décadas, que por vezes ocorre de maneira pouco planejada, acarretando diversos problemas de ordem socioambiental. O principal objetivo deste trabalho de pesquisa é elaborar um diagnóstico sobre as formas de uso da terra frente às proposições estabelecidas no Plano Diretor Municipal - 2006, no qual são previstos os usos de cada localidade (zoneamento) visando um planejamento territorial mais eficiente. O diagnóstico a ser elaborado irá apontar possíveis áreas de conflitos ou irregulares de acordo com a legislação, assim como analisar os atuais problemas socioambientais decorrentes dessas possíveis divergências. A metodologia a ser seguida consiste no emprego de técnicas de geoprocessamento para construção e correlação de mapas temáticos, verificação em trabalhos de campo, realização de entrevistas com sujeitos chave, como suporte às análises quantitativas e qualitativas de cunho geográfico. Pretende-se com a elaboração do diagnóstico subsidiar as ações do poder público e da sociedade local na definição de estratégias de planejamento e gestão do território de forma mais equânime. (AU)