Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do sistema Apgar modificado por Born (1981) e dos níveis de cortisolemia, glicemia e de gases sanguíneos em cabritos nascidos de partos eutócicos e de cesariana

Processo: 08/54029-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2008
Vigência (Término): 31 de julho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Francisco Leydson Formiga Feitosa
Beneficiário:Thales Bregadioli
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Asfixia   Hidrocortisona   Cabritos   Caprinocultura   Caprinos

Resumo

O Brasil é o décimo primeiro produtor mundial de caprinos (FAO), por isso é crescente a necessidade de se identificar as possíveis doenças e suas interações com o manejo, para a melhor prevenção e controle de surtos, e, para isso, devem-se estabelecer parâmetros bioquímicos e imunológicos dentro do contexto nacional, já que a literatura nacional sobre o assunto não é expressiva em números, e que, a exemplo da internacional, concentra a maioria dos esforços de investigação em bovinos leiteiros. Existem pouquíssimos dados com relação às alterações clínicas e dos componentes sanguíneos em caprinos recém-nascidos. Sem dúvida, os avanços da biotecnologia (FIV, clonagens) têm trazido grandes benefícios à pecuária nacional, principalmente no que tange a rápida melhoria genética dos rebanhos. Contudo, vários problemas foram e continuam sendo observados em decorrência dos mesmos, tais como a elevada taxa de distocias em fêmeas receptoras, causadas pelo seu pequeno diâmetro pélvico e/ou pelo grande tamanho dos produtos gerados, bem como pelo nascimento de neonatos com inúmeras alterações orgânicas (hipertensão, arritmias cardíacas, espessamento excessivo do cordão umbilical). A asfixia neonatal (acidose neonatal) é um complexo patológico, que acomete ruminantes recém-nascidos, e que tem a sua origem já no meio intra-uterino e/ou durante o processo do parto, quando o feto tem uma passagem muito demorada para o meio extra-uterino e/ou devido à imaturidade pulmonar em nascimentos prematuros. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)