Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do nitrogênio em solução do solo e águas subterrâneas com o reuso de águas não potáveis - lins/sp

Processo: 08/08578-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2008
Vigência (Término): 30 de setembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Adolpho José Melfi
Beneficiário:Marcelo Sparsa Menegasso
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/14315-4 - Uso de efluentes de esgotos tratados por processos biológicos (lagoas de estabilização e reatores UASB/lodos ativados) em solos agrícolas, AP.TEM
Assunto(s):Águas residuárias   Nitrogênio

Resumo

A disposição de efluentes de estação de tratamento de esgoto (EETE) em solos é uma forma de reuso que permite a redução de lançamento de poluentes em corpos de água superficiais, reduzindo a poluição, protegendo o meio ambiente e a saúde pública. O uso de EETE proporciona a adição de nutrientes e matéria orgânica aos solos, e a componente de infiltração eficaz pode contribuir para a recarga dos aqüíferos. Entretanto, a sustentabilidade desta prática depende de alguns fatores como, por exemplo, a compreensão da dinâmica do nitrogênio, principal nutriente dos efluentes, sendo o nitrato um dos principais fatores a ser considerado. O nitrato é uma substância relativamente inerte, e se não for absorvido pelas plantas pode ser carregado em profundidade, e chegar às águas subterrâneas. Desta forma, por meio da análise da solução do solo e água subterrânea será avaliado o acúmulo ou a migração deste composto no perfil de solo. O estudo será conduzido em área cultivada com cana-de-açúcar e submetida a lâminas crescentes de irrigação (100% - umidade do solo necessária para a cana-de-açúcar e 25, 50 e 100 % a mais deste valor) com efluente de esgoto tratado.O estudo proposto, visando a desenvolvimento de um programa de iniciação científica, encontra-se inserido no projeto temático FAPESP (processo no 04/14315-4) "Uso de efluentes de esgotos tratados por processos biológicos (lagoas de estabilização e reatores UASB/lodos ativados) em solos agrícolas", cujo objetivo geral é estudar a viabilidade de utilização, de forma sustentável, de efluentes de esgoto tratados (EETs) por processos biológicos e desinfetados por meio de cloração e radiação ultravioleta (UV), na agricultura.