Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização isotópica do carbono e nitrogênio e suas principais rotas de transformação e remoção em lagoas de estabilização e de maturação

Processo: 13/22483-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:Roque Passos Piveli
Beneficiário:Alexssandra Luiza Rodrigues Molina Rossete
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Saneamento ambiental

Resumo

Apesar da preocupação histórica com a emissão de efluente de esgoto domestico, o aporte extra de matéria orgânica causa mudanças profundas nos corpos hídricos receptores, influenciando diretamente na qualidade das bacias hidrográfica. Neste sentido os órgãos de saneamento estão sendo cobrados para uma melhora efetiva em seus tratamentos e tem surgido assim a necessidade da implantação de tratamentos complementares, até mesmo terciários em suas estações, contribuindo assim, para a preservação da qualidade dos recursos hídricos. Com isto surge a necessidade de se evitar o lançamento de efluente com elevada concentração de nutrientes e com grande potencial para reuso nos corpos hídricos.Para a implementação de tratamentos terciários nas estações de tratamento de esgoto há necessidade do entendimento, principalmente da dinâmica dos elementos C e N nas entradas e saídas das unidades do processo de tratamento. Neste sentido, o uso de isótopos estáveis e da espectrometria de massas pode ser uma poderosa ferramenta para compreender os processos de ciclagem destes elementos. Ainda para o nitrogênio destaca-se a importância de estudos detalhados visando identificar as principais rotas de transformação e remoção deste elemento.Este projeto foi concebido para complementar as atividades propostas no projeto intitulado "Emissões de gases e dinâmica do nitrogênio em lagoas de estabilização e solos irrigados com esgoto tratado: gestão sustentável dos recursos hídricos", (proc. FAPESP 2010/50750-8), ao qual se encontra vinculado o projeto "Desenvolvimento de equipamento para amostragem de gases emitidos por lagoa de tratamento de esgoto" (proc FAPESP 2012/19530-7). Isto se deve aos avanços ocorridos nesta área neste último ano que têm demonstrado a necessidade de recursos mais avançados para a identificação das rotas dos principais constituintes do esgoto sanitário, em especial em lagoas de estabilização.A proposta financiada pela FAPESP "Emissões de gases e dinâmica do nitrogênio em lagoas de estabilização e solos irrigados com esgoto tratado: gestão sustentável dos recursos hídricos" está vinculada à antiga sinergia existente entre a SABESP, o grupo de pesquisa NUPEGEL/USP e o CENA/USP desde os primeiros estudos científicos realizados na estação de tratamento de esgoto da cidade de Lins-SP. Neste sentido o projeto de pesquisa, ora apresentado é uma parte importante na proposta inicial, pois complementará e elucidará muitas questões com relação à dinâmica do C e N nas lagoas facultativa e principalmente a de maturação.Deve-se destacar que não há estudos utilizando fontes de N enriquecido no isótopo 15N em lagoas de maturação e de estabilização em pleno funcionamento, sendo assim um desafio para o grupo de pesquisa. Desta forma, elucidar a dinâmica das emissões de gases N2O e NH3 pelas lagoas de estabilização e identificar as principais rotas de transformação e remoção de nitrogênio em lagoas de maturação utilizando a técnica isotópica com fontes naturais no isótopo do 15N e 13C e uso material enriquecido no 15N é um dos objetivos do presente projeto.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.