Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão astrocitária de filamentos intermediários, mediadores de morte celular programada e fatores de estresse oxidativo no sistema nervoso central de cães naturalmente infectados com vírus cinomose

Processo: 08/11554-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Tereza Cristina Cardoso da Silva
Beneficiário:Marcilia Cristina Pires
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Etiologia   Imuno-histoquímica   Virologia veterinária   Apoptose

Resumo

Cinomose canina é uma doença infecciosa de ocorrência mundial em canídeos, cujo agente etiológico está intimamente relacionado ao vírus do sarampo e ao "rinderpest" vírus, pertencentes à Família Paramyxoviridae, gênero Morbillivirus. O vírus da cinomose ou também denominado Canine Distemper Virus (CDV) é envelopado, com fita de RNA simples de polaridade negativa, incluindo propriedades biológicas de infectar diferentes tipos de células: células epiteliais, mesenquimais, neuroendócrinas e hematopoéticas de diferentes órgãos e/ou tecidos. Vários estudos já foram conduzidos no sentido de elucidar os mecanismos de infecção e patogênese viral, bem como os processos de morte celular programada "apoptose". No presente estudo, os objetivos principais concentram-se primeiramente na classificação histopatológica das lesões como aguda, subaguda e crônicas (n=20 encéfalos caninos positivos para CDV, arquivo do setor de Patologia Animal, UNESP Araçatuba-SP); verificação da distribuição viral pela técnica de RT-PCR in situ e hibridização in situ; expressão dos fatores anti-apoptose P53 e BCL-2 pela técnica de imunoistoquímica; expressão de fatores apoptóticos como Caspase 3, Anexina 5 e TUNEL assay; expressão de neurotransmissores conhecidos como sinaptolisinas (SNAP-25); e por fim, avaliar a expressão de substâncias anti-oxidantes (AOXP-1). Critérios de inclusão (CI) para o presente estudo são 30% das amostras devem incluir: cães jovens, adultos e idosos, positivos para a cinomose canina, com ausência de suspeita clínica de outra enfermidade infecciosa associada. Todas as outras amostras do arquivo que não contenham esses CI serão descartadas. Nesse sentido, a partir dos resultados obtidos, o presente estudo espera contribuir para elucidar pontos referentes à neuropatogenia destas infecções virais, e os resultados poderão ser discutidos em relação aos processos inflamatórios ocasionados por outras infecções e/ou com processos neurodegerativos de seres humanos