Busca avançada
Ano de início
Entree

Normalização e disciplina em laranja mecânica

Processo: 06/57779-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2007
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Richard Miskolci Escudeiro
Beneficiário:Guilherme Cristofani
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Estudos culturais   Normalização

Resumo

Este projeto propõe analisar, a partir do romance Laranja Mecânica (1962) de Anthony Burgess, os dispositivos normalizadores e disciplinares frente à criminalidade compreendida como "desvio social". A obra acompanha o debate sobre a medicalização do sujeito criminoso e a hegemonia dos saberes disciplinares sobre o corpo e a subjetividade partindo da reação social às gangues presentes na Inglaterra no início da década de 1960 (Mods e Rockers, principalmente). Esta resposta social inspirou posteriormente a teoria dos pânicos morais do sociólogo Stanley Cohen, a qual teve desdobramentos nos Estudos Culturais e nos estudos sobre sexualidade. O objetivo da pesquisa proposta é evidenciar a filiação entre a moralidade e a normalidade, ou mais claramente, as balizas morais de negociação de quem é normal ou desviante - e posteriormente patológico, especificamente no caso da delinqüência juvenil. Para tanto, o projeto filia-se aos estudos culturais e baseia-se nas reflexões de Michel Foucault sobre a constituição dos dispositivos da sociedade disciplinar e do bio-poder. O estudo será realizado com pesquisas bibliográficas sobre o autor e a conjuntura social no qual o livro foi escrito assim como a partir de leituras no campo das ciências sociais sobre os temas adequados. (AU)