Busca avançada
Ano de início
Entree

Bioprospecção em Swartzia langsdorffii visando substâncias antifúngicas, antioxidantes e potencialmento antitumorais

Processo: 04/13385-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2005
Vigência (Término): 31 de julho de 2006
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Dulce Helena Siqueira Silva
Beneficiário:Renata Brionizio Lemos
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Leguminosae   Antifúngicos   Antineoplásicos   Antioxidantes

Resumo

A família Leguminosae é caracterizada pela ampla ocorrência de flavonóides e isoflavonóides, responsáveis em diversos casos pela atividade biológica, especialmente antifúngica apresentada pelos extratos de raízes, folhas e outros órgãos vegetais. Espécies do gênero Swartzia, além de pterocarpanos (derivados de isoflavonóides) antifúngicos, apresentam saponinas com atividade anti-schistosomiase e antimicrobiana, que justificam seu uso etnofarmacológico em alguns países da África. Estudos fitoquímicos com espécies do Cerrado e Mata Atlântica realizados em nossos laboratórios revelaram a presença de substâncias naturais pertencentes às classes dos flavonóides, alcalóides, terpenos, lignanas etc. Muitos dos metabólitos secundários isolados apresentaram-se ativos frente a testes para detecção de atividade antifúngica, antioxidante, antimicrobiana, antitumoral entre outras. Dentro dessa perspectiva e dando continuidade ao estudo de espécies da Mata Atlântica do Estado de São Paulo, pretende-se realizar o estudo fitoquímico da espécie Swartzia langsdorffii, pertencente à família Leguminosae, visando o isolamento de substâncias antifúngicas, antioxidantes e potencialmente antitumorais. (AU)