Busca avançada
Ano de início
Entree

Poder Executivo e reforma da Previdência Social na América Latina

Processo: 00/10390-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 19 de março de 2001
Vigência (Término): 06 de abril de 2001
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Políticas Públicas
Pesquisador responsável:Vera Schattan Ruas Pereira Coelho
Beneficiário:Vera Schattan Ruas Pereira Coelho
Anfitrião: Ana Maria Mustapic
Instituição-sede: Pessoa Física
Local de pesquisa : Universidad Torcuato Di Tella, Argentina  
Assunto(s):Burocracia   Poder executivo   Política social   Previdência social   Reforma previdenciária

Resumo

As reformas previdenciárias que ocorreram na América Latina nos últimos vinte anos seguiram soluções bastante diversas que podem ser agrupadas em três categorias. As reformas radicais, de tipo chileno, que promoveram a substituição integral do sistema de repartição pelo de capitalização. As reformas mistas, de tipo argentino e uruguaio, onde a partir de um sistema de pilares múltiplos se combinam a repartição e a capitalização. E, as reformas incrementais que, como a brasileira, mantiveram o sistema de repartição existente. Esta pesquisa pretende analisar o desempenho do poder Executivo nos processos de reforma que ocorreram no Chile (1981), Argentina (1994), Uruguai (1995) e Brasil (1998) avaliando seu papel na organização dos diferentes modelos previdenciários acima descritos. (AU)