Busca avançada
Ano de início
Entree


Avaliação das características de superfície e formação de biofilmes em materiais odontológicos tratados em plasmas de HMDSO

Texto completo
Autor(es):
Amanda Fucci Wady
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Odontologia (Campus de Araraquara).
Data de defesa:
Membros da banca:
Francisco Assis de Mollo Jr; Luiz Antonio Borelli Barros; Rogério Margonar; Raphael Freitas de Souza
Orientador: Ana Lucia Machado
Resumo

Os materiais odontológicos atuam como substrato para a adesão dos microrganismos e, consequentemente, desenvolvimento do biofilme. Tendo em vista que as características de superfície dos materiais podem interferir na adesão inicial, alterações dessas características podem prevenir ou diminuir a adesão de bactérias e fungos, evitando assim, o desenvolvimento da doença. Outro aspecto a ser considerado é que, na cavidade oral, as superfícies são recobertas pela saliva, formando um fino filme denominado película adquirida. Para simular as condições bucais, os estudos in vitro têm utilizado o condicionamento prévio em saliva humana antes da formação do biofilme. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da deposição de filmes polimerizados a plasma a partir do composto organometálico hexametildisiloxano (HMDSO), nas características de superfície de materiais odontológicos (titânio, zircônia e resina acrílica), bem como na formação de biofilmes sobre esses materiais, com e sem armazenamento em saliva humana. Para isso, o HMDSO foi utilizado no processo PECVD (Plasma Enhanced Chemical Vapor Deposition) para a deposição de filmes nas superfícies dos corpos de prova, de maneira que resulte na formação de filmes com características hidrofóbicas ou hidrofílicas. Corpos de prova de cada um dos materiais foram mantidos sem deposição de filmes (grupos controles). A caracterização dos filmes obtidos foi realizada através de espectroscopia no infravermelho (FTIR), microscopia eletrônica de varredura (MEV), medida de ângulos de contato e energia de superfície, espectroscopia de fotoelétrons de raios-X (XPS) e perfilometria. Para avaliação da 13 formação de biofilmes, metade dos corpos de prova (10 × 2 mm) dos grupos experimentais e controles foram armazenados em saliva humana previamente preparada e, posteriormente, incubados com 1 × 107 ... (AU)

Processo FAPESP: 11/22445-9 - Avaliação das características de superfície e formação de biofilmes em materiais odontológicos tratados em plasmas de HMDSO
Beneficiário:Amanda Fucci Wady
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado