Busca avançada
Ano de início
Entree


A educação como prática política: formação e renovação de repertórios pedagógicos no segundo Reinado (o Colégio Pedro II, o Ginásio Baiano e o Culto à Ciência)

Texto completo
Autor(es):
Carlos Eduardo Dias Souza
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Data de defesa:
Membros da banca:
Angela Maria Alonso; Sergio Miceli Pessoa de Barros; André Pereira Botelho; José Gonçalves Gondra; Lilia Katri Moritz Schwarcz
Orientador: Angela Maria Alonso
Resumo

O argumento principal deste trabalho parte do pressuposto de que pensar a educação é fundamental para se entender o processo de crise política e as lógicas de renovação social que se desenrolaram durante o Segundo Reinado no Brasil. Assim, a análise do cotidiano escolar de três instituições aqui consideradas modelares de ensino secundário o Colégio Pedro II, fundado em 1837, o Ginásio Baiano, fundado em 1858, e o Culto à Ciência, de 1874 permite identificar, em cada uma delas, padrões distintos de socialização. Trata-se, pois, de uma análise dos sentidos políticos atribuídos à função educativa naquele período. Interessa, portanto: 1. observar a lógica que presidia a organização didático-curricular das instituições ou seja, seus projetos educacionais , buscando identificar temas e questões que podem ser tomados como indicadores de inovações e transformações no conceito de educação em uso na época para, em seguida, 2. analisar de que maneiras tais inovações poderiam se difundir dentre os alunos, realçando aí uma relação social particular, professor-aluno, como meio fundamental de vincular tais projetos, a princípio abstratos, a práticas educativas cotidianas e regulares. O interesse principal, ao final, é 3. sugerir, por meio da apresentação da trajetória de personagens exemplares diretores, professores e alguns alunos egressos dessas instituições os vínculos entre projetos educacionais e ação política no contexto de crise política do Império. O conceito de repertório pedagógico permite associar projeto e prática educacionais, reforçando a modularidade do Colégio Pedro II na esfera da educação secundária e abrindo espaço para a formação de práticas dissonantes de aspecto modernizador tanto no Ginásio Baiano quanto no Culto à Ciência. (AU)

Processo FAPESP: 13/02774-3 - Òs bacharéis e o Império: formação escolar e experiência política ná crise dò Brasil monárquico (1861-1900)
Beneficiário:Carlos Eduardo Dias Souza
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado