Busca avançada
Ano de início
Entree


Um Sistema de Injeção de Defeitos de Software Baseado em Operadores de Mutação

Texto completo
Autor(es):
Elisa Yumi Nakagawa
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Carlos.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação
Data de defesa:
Membros da banca:
José Carlos Maldonado; Rosely Sanches; Taisy Silva Weber
Orientador: José Carlos Maldonado
Resumo

A Injeção de Defeitos é uma técnica que tem sido empregada amplamente para a construção de sistemas que precisam ser altamente confiáveis. Dentre as atividades de Injeção de Defeitos, existem estudos que englobam a injeção de defeitos de hardware e de software. Observa-se que existem poucos trabalhos relacionados à injeção de defeitos de software na literatura, assim como modelos de defeitos e métodos de injeção relacionados. Desse modo, o objetivo deste trabalho é estudar modelos de defeitos de software e investigar métodos de injeção, baseado nos conceitos e princípios oriundos do critério Análise de Mutantes. Dada a crescente complexidade dos sistemas computacionais, o projeto e a implementação de uma ferramenta de suporte à atividade de injeção tornam-se necessários. Dessa forma, neste trabalho é apresentada uma ferramenta de injeção de defeitos de software, denominada ITool, baseada em um esquema de injeção de defeitos. Esse esquema caracteriza o mapeamento de uma taxonomia de defeitos de software (Taxonomia de DeMillo) para os operadores de mutação do critério de teste Análise de Mutantes para a linguagem C. Para ilustrar a relevância e a factibilidade das idéias exploradas neste trabalho, conduziu-se um experimento piloto utilizando-se o programa Space, um sistema real desenvolvido pela ESA (European Space Agency). (AU)

Processo FAPESP: 96/12396-9 - Um sistema de injecao de defeitos de software baseado em operadores de mutacao.
Beneficiário:Elisa Yumi Nakagawa
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado