Busca avançada
Ano de início
Entree


Contribuições de uma poética magritteana para a psicanálise : diálogos entre processos de subjetivação e obra de arte

Texto completo
Autor(es):
Alan Ricardo Floriano Bigeli
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências e Letras (Campus de Assis).
Data de defesa:
Orientador: Gustavo Henrique Dionisio
Resumo

O pintor belga René Magritte provoca nossa subjetividade com uma série de inquietações amparadas na realidade cotidiana. Ele se dedica a encontrar sua resolução pictórica para problemáticas das relações aparentemente banais, mas que apresentam aspectos estranhamente misteriosos. Aqui propomos aproximações entre a obra de Magritte e a Psicanálise, compreendendo as singularidades poéticas e subjetivas do pintor, introduzidas pelo termo emoção estética. Primeiramente, mostramos as diferentes perspectivas do Surrealismo na França e na Bélgica, fazendo uma incursão na vida e obra de Magritte. A seguir, estruturamos uma discussão metodológica para delimitar nosso campo de trabalho. Propomos, desse modo, análises críticas entre as obras de Magritte e as temáticas do Olhar, do Estranhamento e da Representação, adensadas pelo campo da psicanálise em consonância com as reflexões estéticas, com toque da fenomenologia. Por fim, concluímos com uma convergência entre primazia afetiva, na teoria psicanalítica, com as emoções estéticas, propostas por Magritte, constituindo aberturas sensíveis para além do estado de suspensão provocado entre a Arte e os processos de subjetivação. (AU)

Processo FAPESP: 16/25452-0 - Contribuições dè üma poética magritteana Pará a psicanálise: diálogos entre processos dè subjetivação e obra dè arte
Beneficiário:Alan Ricardo Floriano Bigeli
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado