Busca avançada
Ano de início
Entree


Desenvolvimento de tecnologia educacional digital sobre prática sexual segura e contracepção com adolescentes

Texto completo
Autor(es):
Lilian Mayumi Chinen Tamashiro
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Ribeirão Preto.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (PCARP/BC)
Data de defesa:
Membros da banca:
Luciana Mara Monti Fonseca; Marta Angélica Iossi Silva; Adriana Zilly
Orientador: Luciana Mara Monti Fonseca
Resumo

Há altas taxas de gravidez na adolescência no Brasil e os recursos tecnológicos como os smartphones podem ser ferramentas importantes para abordar temas pertinentes aos adolescentes, como o uso de métodos contraceptivos. As pesquisas referentes ao uso de recursos virtuais voltados à educação sexual são incipientes e isto se afunila ainda mais quando se busca evidências referentes ao uso dos serious game sobre a temática voltado a esse público. Pensando em estratégias que possibilitem não só a informação, mas que sejam interativas e façam sentido no contexto de vida dos adolescentes, estimulando o aprendizado significativo, a mudança de comportamento e o amadurecimento pessoal, sentiu-se a necessidade de desenvolver um game em aplicativo mobile (app) para essa clientela. Assim, o objetivo geral deste trabalho foi desenvolver uma tecnologia educacional digital sobre a prática sexual segura e contracepção, com a participação ativa dos adolescentes. Trata-se de um estudo metodológico acerca da construção de um serious game sobre o tema voltado aos adolescentes. Foi realizado em duas etapas: 1) Desenvolvimento participativo da tecnologia, com grupos focais; 2) Avaliação do conteúdo e da usabilidade pelos especialistas e pelo público-alvo, os adolescentes. Utilizou-se o modelo User-Centered Design embasado no design participativo. Oito adolescentes de 15 a 17 anos de uma escola pública da cidade de São Paulo participaram ativamente no desenvolvimento da tecnologia. O estudo ocorreu no período de outubro/2015 a fevereiro/2019. Os temas discutidos nos encontros de grupo focal estavam acerca da prática sexual, métodos contraceptivos, gravidez, Infecções Sexualmente Transmissíveis e do app. Assim, desenvolveu-se o app Prinventon, um game que se passa em uma cidade virtual e trabalha a sexualidade na adolescência. O conteúdo e a usabilidade foram avaliados por seis profissionais da tecnologia, seis profissionais da área da saúde e quatro adolescentes. No geral, o app foi considerado pelos especialistas como relevante diante do tema tratado. Para os profissionais da tecnologia, faltou uma abordagem mais complexa como nos jogos de ação e aventura que se utilizam do sistema de fases e aumento das dificuldades. Já para os profissionais da saúde, o app é intuitivo, poderia explorar maiores conteúdos e alguns tiveram dificuldades após instalação. Os adolescentes avaliaram o app como interativo, de boa qualidade e com conteúdo suficiente, havendo grandes possibilidades de o recomendar. Acredita-se que o app desenvolvido é adequado aos adolescentes, pois visa abordar de maneira lúdica e realística a sexualidade na adolescência, com foco no sexo seguro e contracepção (AU)