Busca avançada
Ano de início
Entree


Indicadores ambientais na discussão da sustentabilidade: uma proposta de análise estratégica no contexto do etanol de cana-de-açúcar no Estado de São Paulo

Texto completo
Autor(es):
Priscila Rodrigues Gomes
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Carlos.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Escola de Engenharia de São Carlos
Data de defesa:
Membros da banca:
Tadeu Fabricio Malheiros; Valdir Fernandes; Evandro Mateus Moretto
Orientador: Tadeu Fabricio Malheiros
Resumo

Atualmente verifica-se uma significativa demanda da sociedade e gestores por informações e ferramentas que permitam colocar em prática o conceito de desenvolvimento sustentável e efetivamente internalizar nas políticas, planos, programas e projetos o reconhecimento da interdependência entre as diversas dimensões, tais como: ambientais, econômicas, sociais e institucionais. De forma crescente a temática da sustentabilidade tem trazido novas variáveis às arenas de discussão e tomada de decisão ao considerar as diversas variáveis dentro de um mesmo plano. Uma das principais motivações para a consideração da interdependência destas dimensões é a fragilidade do modelo de desenvolvimento baseado na utilização de fontes não renováveis de energia, bem como seus impactos no meio sócio-ambiental e reflexos no meio econômico. Neste cenário, o etanol de cana-de-açúcar enquanto fonte renovável de energia surge como potencial substituto ao uso de combustíveis à base de petróleo (notadamente a gasolina), em especial no Brasil, onde o mesmo é uma realidade. Observa-se um otimismo e incentivo quanto às políticas públicas na área energética no que tange esta fonte, em especial com políticas de incentivo ao seu crescimento. No entanto, observam-se também questionamentos da sociedade quanto à real sustentabilidade desta fonte energética, dados os impactos provenientes de sua cultura, produção e uso em larga escala. Estes questionamentos ganham força quando realizados no estado de São Paulo, dada a representatividade da atividade frente ao Brasil e ao mundo. Neste contexto, é evidenciada a importância da construção de ferramentas que possibilitem avaliar de forma integrada a sustentabilidade do etanol de cana-de-açúcar, bem como informar os tomadores de decisão, embasando políticas públicas voltadas para o desenvolvimento sustentável. Estas ferramentas, bem como as políticas embasadas por elas, passam, no estado de São Paulo, obrigatoriamente pela Secretaria do Meio Ambiente SMA/SP. Os indicadores ao capturarem a complexidade do desenvolvimento, sem reduzir a significância de cada um dos componentes do sistema, figuram-se como tais ferramentas. Com o propósito de avaliar os indicadores ambientais produzidos pela SMA/SP à luz dos princípios e critérios de boas práticas na construção e uso de indicadores, o presente estudo busca contribuir para o avanço nas discussões, em especial em termos de métodos de avaliação de indicadores ambientais voltados para a sustentabilidade, tendo como contexto de estudo o etanol de cana-de-açúcar no estado. Este estudo apresentou um método conduzido por meio de entrevistas e uma oficina de especialistas que apontou, como resultado, um conjunto de critérios de referência para análise destes indicadores. Ainda como produto da pesquisa o método construído foi aplicado a um dos principais indicadores utilizados pela SMA, qual seja o IQA - Índice de Qualidade de Água, revelando, por meio de uma análise SWOT, as forças e fraquezas, oportunidades e ameaças deste indicador na discussão da sustentabilidade do etanol. Futuros estudos voltados para o aperfeiçoamento das aplicações são desejáveis para melhoria dos resultados e composição de um sistema adequado de formulação e avaliação dos indicadores para esta atividade. (AU)

Processo FAPESP: 08/07671-0 - Indicadores ambientais para avaliação da sustentabilidade do etanol de cana-de-açúcar
Beneficiário:Priscila Rodrigues Gomes
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado