Busca avançada
Ano de início
Entree


Estilo e qualidade de vida biológica em San Pedro de Atacama: o que dizem os esqueletos subadultos

Texto completo
Autor(es):
Pedro José Tótora da Gloria
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências
Data de defesa:
Membros da banca:
Walter Alves Neves; Sabine Eggers; Sheila Maria Ferraz Mendonça de Souza
Orientador: Walter Alves Neves
Resumo

A região do Deserto de Atacama, norte do Chile, possui condições propícias para a conservação arqueológica. Uma grande quantidade de esqueletos ali bem preservados vem permitindo um intercâmbio rico entre estudos bioantropológicos e arqueológicos. Dentro desse contexto, o presente estudo concentra-se nos esqueletos humanos subadultos de San Pedro de Atacama. O universo amostral é de 90 esqueletos subadultos (menores de vinte anos) de três cemitérios diferentes: Solcor-3, Coyo-3 e Quitor-6; a datação desses cemitérios varia de 250 até 1240 A.D. A inferencia da qualidade de vida biológica foi feita através de oito marcadores osteólogicos. Duas abordagens foram realizadas neste estudo: a comparação do estilo e da qualidade de vida biológica entre períodos da pré-história atacamenha e a análise mundial. A primeira delas comparou quatro períodos distintos da pré-história atacamenha: anterior à influência do Império Tiwanaku, auge da influência Tiwanaku, fase final da influência Tiwanaku e posterior à influência Tiwanaku. A hipótese central a ser testada nesta abordagem é a de que houve uma melhoria significativa na qualidade de vida biológica na região de San Pedro de Atacama durante o auge da influência Tiwanaku. A segunda abordagem consistiu na junção dos quatro períodos em uma amostra única. Estes dados caracterizaram a qualidade de vida biológica dos subadultos atacamenhos, e foram comparados com populações do restante do mundo. Objetivou-se testar se a qualidade de vida biológica em San Pedro enquadrava-se na estratégia de subsistência agricultora. Os resultados da comparação entre os períodos corroboraram a hipótese inicial apenas para o marcador cáries, uma vez que os demais marcadores apresentaram um padrão bastante variado. Os resultados da análise mundial, por sua vez, mostraram que San Pedro de Atacama se encontra dentro da amplitude de variação da categoria \"agricultores\". No entanto, foi constatado que, com exceção de cáries, os marcadores osteológicos apresentaram alta variação nas diferentes populações mundiais de uma mesma estratégia de subsistência. Os marcadores cáries, abcessos e hipoplasias em San Pedro ficaram acima da média agricultora enquanto hiperostose porótica, infecções e traumas ficaram abaixo. Em suma, encontrou-se um padrão complexo, no qual cada marcador osteológico é sensível a um conjunto de condições culturais e naturais próprias da história da população atacamenha (AU)

Processo FAPESP: 04/04054-9 - Estilo e qualidade de vida biológica em San Pedro de Atacama: o que dizem os esqueletos subadultos
Beneficiário:Pedro José Tótora da Glória
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado