Busca avançada
Ano de início
Entree


Estudos filogenéticos e sistemáticos em Rutaceae: análise cladística e posicionamento de Almeidea A. St.-Hil. entre as Galipeinae (Galipeae, Rutoideae) com o uso de dados morfológicos e moleculares

Texto completo
Autor(es):
Carla Poleselli Bruniera
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências
Data de defesa:
Membros da banca:
Milton Groppo Junior; Jose Rubens Pirani; André Olmos Simões
Orientador: Milton Groppo Junior
Resumo

No presente trabalho foram testados o monofiletismo e relações filogenéticas de Almeidea A. St.-Hil. (Galipeinae, Rutaceae) utilizando-se dados de morfologia, incluindo macromorfologia foliar e floral e morfologia polínica e dados moleculares, com o uso de seqüências de DNA das regiões nucleares ITS-1 e ITS-2 e das regiões plastidiais trnL-trnF e rps-16. Almeidea é um gênero exclusivamente neotropical, ocorrendo em áreas de Mata Atlântica do Leste do Brasil, com uma espécie (A. rubra) conhecida também da Bolívia. Foram incluídas todas as cinco espécies do gênero Almeidea: A. albiflora (espécie nova inédita), A. coerulea, A. lilacina, A. limae e A. rubra, além de outros gêneros de Galipeinae (Galipeae, Rutoideae), notadamente do gênero Conchocarpus no grupo interno. Foram realizadas análises filogenéticas individuais de cada partição e combinadas, sob os critérios de máxima parcimônia, máxima verossimilhança e análise bayesiana. Os resultados obtidos demonstraram que o gênero Almeidea é monofilético, sustentado por dados moleculares e por uma sinapomorfia morfológica (pólen pantocolporado). As espécies A. lilacina, A.limae e A. rubra aparecem como mais próximas na maioria das análises, enquanto que A. coerulea seria a espécie mais basal do clado Almeidea. Conchocarpus, outro gênero pertencente à mesma subtribo de Almeidea (Galipeinae), aparece em todas as análises relacionado à Almeidea, com a sua espécie tipo, C. macrophyllus, posicionando-se na base do clado formado por este dois gêneros. Assim o monofiletismo de Conchocarpus só será alcançado com a exclusão de um grupo de espécies mais distante filogeneticamente (representado na análise por C. concinnus) e com a inclusão das espécies de Almeidea no gênero Conchocarpus. Propõe-se, entretanto, que Almeidea seja mantido como gênero até que uma análise filogenética mais completa de Galipeinae, especialmente com uma maior amostragem de Conchocarpus, esteja disponível. (AU)

Processo FAPESP: 07/06336-0 - Estudos filogenéticos e sistemáticos em Rutaceae: análise cladística e posicionamento de Almeidea A.St.-Hil. entre as Galipeinae (Galipeae, Rutoideae) baseados em dados morfológicos e moleculares
Beneficiário:Carla Poleselli Bruniera
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado