Busca avançada
Ano de início
Entree


Análise endócrino-comportamental dos macacos-prego (cebus nigritus) que habitam o Parque Estadual Carlos Botelho

Texto completo
Autor(es):
Caio Margarido Moreira
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Psicologia
Data de defesa:
Membros da banca:
Patricia Izar Mauro; Marie Odile Monier Chelini; Marcelo Alcindo de Barros Vaz Guimarães
Orientador: Patricia Izar Mauro
Resumo

A resposta ao stress, que inclui a liberação de glucocorticóides (GCs), ajuda animais a lidarem com mudanças ambientais. Espécies selvagens de muitos taxa modulam sazonalmente a liberação de GCs. Segundo a Hipótese Preparatória, a variação sazonal destes hormônios aumenta a eficácia da resposta fisiológica em períodos de maior freqüência de estressores. Hormônios sexuais interagem com GCs e podem modificar a resposta ao stress no contexto reprodutivo. Neste trabalho, nós testamos a Hipótese Preparatória por meio da análise de metabólitos fecais de hormônios e do comportamento de um grupo de macacos-prego (Cebus nigritus) selvagens, e de dados ambientais da região da Mata Atlântica do Parque Estadual Carlos Botelho onde o grupo vive. Nós comparamos os níveis hormonais entre indivíduos, categorias etárias, sexos, ranking, períodos do dia e meses, e com o ambiente físico e social durante o período de agosto de 2007 a julho de 2008. Os principais resultados foram: picos de metabólitos de cortisol (MC) do macho alfa no período de acasalamento e da fêmea adulta grávida durante o final do período de gravidez, acompanhados por níveis elevados de metabólitos de andrógenos e de progesterona, respectivamente. O macho subordinado, jovens e infantes apresentaram um pico de MC durante a baixa disponibilidade de frutos. Estes dados indicam que a reprodução, para adultos, e a disponibilidade de alimentos ricos em energia, para subordinados e imaturos, são fatores importantes para a variação sazonal de glucocorticóides em macacos-prego selvagens da Mata Atlântica (AU)

Processo FAPESP: 07/57000-1 - Análise endócrino comportamental dos macacos prego(cebus nigritus) que habitam o Parque Estadual Carlos Botelho de acordo com a hipótese preparatória
Beneficiário:Caio Margarido Moreira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado