Busca avançada
Ano de início
Entree


Hipólito da Costa em Londres: libertadores, whiggs e radicais no discurso político do Correio Braziliense (1808-1812)

Texto completo
Autor(es):
Thais Helena dos Santos Buvalovas
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Data de defesa:
Membros da banca:
Maria Helena Pereira Toledo Machado; Sara Albieri; Francisca Lucia Nogueira de Azevedo; Izabel Andrade Marson; João Paulo Garrido Pimenta
Orientador: Maria Helena Pereira Toledo Machado
Resumo

Hipólito José da Costa se tornou célebre como editor do Correio Braziliense, periódico que publicou durante seu exílio em Londres, de 1808 a 1822. A historiografia mais recente em língua portuguesa tem identificado Hipólito como herdeiro do reformismo ilustrado português, mas o discurso de seu jornal mostra que ele transitava em âmbito bem mais vasto. Esta tese demonstra que o Correio Braziliense estava inserido numa rede textual bastante ampla, de filiação anglo-americana e âmbito transoceânico, cujo principal centro de gravidade e articulação era a capital britânica. Os textos publicados pelo exilado luso-brasileiro entre os anos de 1808 e 1812, período ao qual está circunscrito este trabalho, permitem distinguir com clareza sua filiação a um corpo de ideias que não encontra referências no universo mental da sociedade portuguesa e cujo nexo pode ser localizado no chamado whiggismo, bem como em vertentes mais radicais do pensamento político britânico. (AU)

Processo FAPESP: 08/54877-2 - Hipolito da costa em londres, libertadores, whiggs e radicais no discurso politico do correio braziliense (1808-1812)
Beneficiário:Thais Helena dos Santos Buvalovas
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado