Busca avançada
Ano de início
Entree


Aplicação de ácido giberélico na qualidade e na bioquímica de hastes de crisântemo CV."Faroe"

Texto completo
Autor(es):
Marcos Ribeiro da Silva Vieira
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Botucatu. 121 f.
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciencias Agronomicas (Campus de Botucatu).
Data de defesa:
Membros da banca:
João Domingos Rodrigues; Armando Reis Tavares
Orientador: Giuseppina Pace Pereira Lima
Resumo

A produção de flores de corte constitui uma atividade promissora, cuja comercialização exige técnicas de conservação que contribuem em manter a qualidade floral pós-colheita. A giberelina é um regulador vegetal que apresenta grande eficiência no crescimento, na indução de florescimento, na brotação, pode retardar a senescência, entre outros. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de baixas concentrações de ácido giberélico (GA3) aplicado a campo no crescimento da flor e qualidade pós-colheita de crisântemo cv. ‘Faroe’. As plantas foram pulverizadas aos 28 (vinte e oito) dias após o transplantio das mudas e a colheita programada com 95% das lígulas expandidas. Após a colheita, foram medidos os parâmetros: altura e diâmetro da haste, diâmetro da flor, comprimento da lígula, número de flores e tempo de reação (indução ao florescimento). Após a avaliação, as hastes foram armazenadas em câmara fria a temperatura de 10 °C e UR 95% durante 48 horas e levadas à temperatura ambiente. Após o periodo de armazenamento em câmara fria, foram comparadas com as hastes mantidas em temperatura ambiente e submetidas às seguintes análises: avaliação da senescência floral (escala de notas), consumo da solução do recipiente e medida do pH, ambas em intervalos de dois dias. A qualidade das hastes foi acompanhada pelas as análises bioquímicas (protéinas totais, carboidratos totais solúveis, atividade da peroxidase e poliaminas livres) no intervalo de quatro dias durante o tempo de vida de vaso. Apenas uma única aplicação de GA3 não teve interferência nas características fenotípicas em plantas de crisântemo cv ‘Faroe’, pelo menos em baixas concentrações, assim como não promoveram incremento na qualidade pós-colheita das flores. Não foi observado melhoria na qualidade das flores armazenadas ... (AU)

Processo FAPESP: 06/54543-1 - Aplicacao de acido giberelico na producao de crisantemo (dedranthema grandiflora) faroe e sua acao na manutencao da qualidade pos colheita.
Beneficiário:Marcos Ribeiro da Silva Vieira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado