Busca avançada
Ano de início
Entree


Análise da expressão e silenciamento de genes do trato digestivo de Anopheles aquasalis

Texto completo
Autor(es):
Bianca Cechetto Carlos
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Botucatu. 67 f.
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Botucatu).
Data de defesa:
Membros da banca:
Henrique M. C. da Silveira; Alexandre A. Peixoto
Orientador: Paulo Eduardo Martins Ribolla
Resumo

Estudos recentes vêm elucidando a importância de uma diversidade de proteínas do intestino médio de insetos vetores, tanto nos processos de digestão como em respostas imunológicas e interações parasita-hospedeiro. Este trabalho teve como objetivo analisar a expressão de genes do intestino médio de Anopheles aquasalis, um importante vetor de malária no Brasil, a partir de clones sequenciados de bibliotecas de cDNA de machos e fêmeas alimentados apenas com sacarose. Nas fêmeas, pôde-se notar a grande predominância de serino proteases, proteínas ligantes de quitina e fatores relacionados à imunidade. Os machos também apresentaram diversos peptídeos de defesa imune, porém apenas uma protease digestiva e uma glicosidase. Alguns genes foram selecionados das bibliotecas para estudo de suas expressões durante a vida de An. aquasalis. Tripsina 1, peritrofina 1 e quinurenina 3-monooxigense tiveram seus níveis de expressão aumentados 6h após a ingestão de sangue, analisados através de qRT-PCR. No entanto, o silenciamento desses genes não resultou em alterações na longevidade de fêmeas adulta. O gene da serpina foi expresso em todas as fases do desenvolvimento do mosquito, exceto em ovos; e o gene da cecropina foi expresso em trato digestivo e carcaça de machos e fêmeas, principalmente após alimentação de açúcar ou sangue. Considerando que a ingestão de alimentos é a principal porta de entrada a microorganismos durante a vida adulta destes mosquitos, a presença de diversos produtos antimicrobianos, bem como a precoce expressão de peritrofina, outra proteína relacionada com a proteção do trato digestivo, mostrou que An. aquasalis está bem preparado imunologicamente contra esses microorganismos. Esta proteção está envolvida com o hábito alimentar desta espécie e pode também estar associada à sua baixa capacidade vetorial com relação aos plasmódios. (AU)

Processo FAPESP: 05/58052-0 - Análise da infectividade e longevidade de Anopheles darlingi submetidos ao silenciamento da expressão gênica por RNAi
Beneficiário:Bianca Cechetto Carlos
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado