Busca avançada
Ano de início
Entree

Leonor Patricia Cerdeira Morellato

CV Lattes GoogleMyCitations ResearcherID ORCID


Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Instituto de Biociências (IB)  (Instituição-sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo, mestrado e doutorado em Ecologia pela Universidade Estadual de Campinas. Atualmente é Professor Titular da UNESP Universidade Estadual Paulista. Tem experiência em Botânica e Ecologia, atuando principalmente em fenologia e ecologia temporal de vegetações tropicais, investigando efeitos das mudanças climáticas globais na época de crescimento e reprodução das plantas; biologia da polinização e dispersão de sementes; influência da filogenia e distúrbios antrópicos na fenologia e implicações para conservação da biodiversidade. Tem produzido revisões e organizado livros (um Prêmio Jabuti) e coletâneas. Tem se dedicado a investigação de métodos na pesquisa em fenologia e, como uma importante inovação, em colaboração com pesquisadores da ciência da computação tem explorado novas tecnologias no estudo de mudanças temporais nas vegetações em múltiplas escalas espaciais, utilizando câmeras digitais, drones e sensoriamento remoto. Lidera projetos de pesquisa nessas novas fronteiras,em e-science e transdisciplinar. Participou, como contributing author, no grupo de trabalho II (WGII), do 4o Relatório do IPCC - (Intergovernmental Panel on Climate Change) - 2006/2007, ganhador do Prêmio Nobel da Paz 2007. (Fonte: Currículo Lattes)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o(a) pesquisador(a)
Los matorrales de altura poseen una gran diversidad de especies de plantas en Brasil 
La germinación en la sabana brasileña es única entre los biomas similares en el mundo 
Campo rupestre no Brasil apresenta alta diversidade de espécies de plantas 
Cerrado tem germinação única entre savanas do mundo  
Pós-doutorado em Ecologia e Fenologia Remota com Bolsa da FAPESP  
Microsoft y la FAPESP divulgan colaboraciones científicas en <i>eScience</i> 
Microsoft e FAPESP apresentam colaborações científicas em eScience 
Pós-doutorado em projeto FAPESP-Vale 
Diversidade rupestre 
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (3 total):
Funverde: Campos rupestre no Brasil apresenta diversidade de espécies de plantas (22/Out/2019)
Diário do Rio Claro: Flores exploram cores e odores para se esconder ou atrair abelhas (18/Jul/2019)
Plantão News (MT): Campo rupestre no Brasil apresenta alta diversidade de espécies de plantas (21/Jun/2018)
Auxílios à pesquisa
Bolsas no país
Bolsas no Exterior
Apoio FAPESP em números * Quantidades atualizadas em 27/02/2021
Colaboradores mais frequentes em auxílios e bolsas FAPESP
Contate o Pesquisador

Este canal da BV/FAPESP deve ser utilizado tão somente para mensagens, referentes aos projetos científicos financiados pela FAPESP.


 

 

 

 

Palavras-chave utilizadas pelo pesquisador
Videos relacionados aos auxílios à pesquisa e bolsas

Campo rupestre no Brasil apresenta alta diversidade de espécies de plantas


Publicado em 19 de junho de 2018 - Agência FAPESP. A fim de reunir o conhecimento atual sobre a vida vegetal em campo rupestre, a pesquisadora Patrícia Morellato, professora do Instituto de Biociências da Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus de Rio Claro, em parceria com Fernando Augusto de Oliveira e Silveira, professor do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), organizaram uma edição especial da revista "Flora" sobre o tema.

Biólogos flagram gambá polinizador


Publicado em 13 de abril de 2020 - Pesquisa FAPESP. Quase 30 anos depois de lançada a suspeita, descoberta feita independentemente pelos biólogos Patrícia Morellato e Felipe Amorim, da Universidade Estadual Paulista (Unesp) diminui o mistério de uma flor inusitada. O capítulo de 2019 envolveu alunos de uma disciplina ministrada por Amorim. Contém legendas em inglês.

Observação remota


Publicado em 18 de outubro de 2013 - Pesquisa FAPESP. O projeto inovador e-fenologia, financiado pela FAPESP e pelo Microsoft Research Institute, permite acompanhar à distância mudanças em árvores ao longo do ano. Além de uma câmera digital instalada no topo de uma torre a 18 metros do solo em área de cerrado em Itirapina, no interior de São Paulo, softwares e outras ferramentas foram desenvolvidos para a observação remota e a análise das informações coletadas.

Publicações acadêmicas

(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

CAMARGO, Maria Gabriela Gutierrez de. Influência da borda na frutificação e nas síndromes de dispersão de sementes em uma área de cerrado sensu stricto.  132 f. Dissertação (Mestrado) -  Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro).  Rio Claro.  (05/57740-0

MARIANO, Greice Cristina. Especificação e implementação do banco de dados do projeto e-phenology. Dissertação (Mestrado) -  Instituto de Computação.  Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).  (11/51523-8

RUBIM, Paulo. Padrões fenológicos de espécies arbóreas em um fragmento de floresta semidecídua no estado de São Paulo : definição de padrões sazonais e comparação entre anos.  79 f. Dissertação (Mestrado) -  Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro).  Rio Claro.  (03/11131-7

GRESSLER, Eliana. Fenologia de espécies de floresta atlântica, núcleo Picinguaba, Parque Estadual da Serra do Mar, Estado de São Paulo : comparação entre estratos e influência de borda natural. Tese (Doutorado) -  Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro).  Rio Claro.  (05/54267-1

GENINI, Julieta. Sazonalidade e as redes de interações planta-polinizador.  134 f. Tese (Doutorado) -  Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro).  Rio Claro.  (08/54103-7

MORELLATO, Leonor Patricia Cerdeira. e-Phenology Collector : uma solução robusta para coleta de dados de campo usando plataformas móveis. Dissertação (Mestrado) -  Instituto de Biociências (IB). Campus de Rio Claro. Universidade Estadual Paulista (UNESP).  (13/50155-0

BORGES, Bruno Defane. Uma nova perspectiva para entender a conectividade funcional integrando paisagem e fenologia. Dissertação (Mestrado) -  Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Botucatu).  (14/07700-0

GRESSLER, Eliana. Floração e frutificação em Myrtaceae de Floresta Atlântica: limitações ecológicas e filogenéticas.  93 f. Dissertação (Mestrado) -  Campus de Rio Claro.  Universidade Estadual Paulista (UNESP).  Rio Claro.  (02/11379-6

ESCOBAR, Diego Fernando Escobar. Fenologia da dispersão e estratégias de germinação de sementes de plantas lenhosas e herbáceas no Cerrado. Tese (Doutorado) -  Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro).  (14/21430-6

ALBERTI, Luis Fernando. Comparação entre borda antrópica, clareiras naturais e o interior da floresta quanto à fenologia de árvores na floresta semidecídua e quanto à fenologia do arbusto Psychotria nuda na Floresta Atlântica.  225 f. Tese (Doutorado) -  Instituto de Biociências de Rio Claro.  Universidade Estadual Paulita.  Rio Claro.  (03/06077-3

ALBERTON, Bruna de Costa. Fenologia remota e os padrões de trocas foliares ao longo de um gradiente de sazonalidade.  252 f. Tese (Doutorado) -  Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro).  (14/00215-0

VOGADO, Nara Oliveira. Fenologia e dendrocronologia de duas espécies de Fabaceae em uma área de cerrado no sudeste do Brasil.  75 f. Dissertação (Mestrado) -  Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro).  (12/11245-1

STAGGEMEIER, Vanessa Graziele. Padrões reprodutivos em myrtaceae : uma abordagem ecológica e filogenética.  125 f. Dissertação (Mestrado) -  Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro).  Rio Claro.  (05/57739-1

ROMERA, Eliane Cristina. Estudo fenológico em vegetação de duna do sudeste do Brasil.  97 f. Dissertação (Mestrado) -  Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro).  Rio Claro.  (96/08000-2

MARTINS, Amanda Eburneo. Padrões de cores de flores e a polinização em vegetações sazonais. Dissertação (Mestrado) -  Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro).  (17/15152-1

EIGENHEER, Milene Amâncio Alves. Influência de variáveis meteorológicas sobre a fenologia de espécies arbóreas em áreas urbanas.  95 f. Dissertação (Mestrado) -  Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro).  (11/05032-2

Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: