Busca avançada
Ano de início
Entree

Rafael Silva Oliveira

CV Lattes ORCID Google Scholar Citations


Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia (IB)  (Instituição-sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade de Brasília (1996), mestrado em Ecologia pela Universidade de Brasília (1999) e doutorado em Integrative Biology - University Of California Berkeley (2005). Atualmente é professor da Universidade Estadual de Campinas, credenciado nos Programas de Pós-Graduação em Ecologia e Biologia Vegetal da UNICAMP. É editor de área das revistas Functional Ecology, Plant and Soil, AoB Plants e Journal of Plant Hydraulics. Tem experiência na área de Ecologia vegetal, com ênfase em ecologia funcional, hidráulica de plantas, ecohidrologia, ecologia isotópica e nutrição mineral de plantas nativas. (Fonte: Currículo Lattes)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o(a) pesquisador(a):
Cupins se tornarão mais vorazes com aquecimento global 
Incêndio na beira do rio 
Como as florestas enfrentam as mudanças do clima 
Entre florestas e savanas 
Gigantes donos do Sol 
Seca ameaça a Amazônia 
Una avalancha de datos 
Avalanche de données 
Estratégias subterrâneas 
Estrategias subterráneas 
Una avalancha de datos 
Avalanche de dados 
Por el camino inverso 
Caminho inverso 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o(a) pesquisador(a)
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)
Auxílios à pesquisa
Bolsas no país
Bolsas no Exterior
Apoio FAPESP em números * Quantidades atualizadas em 26/11/2022
Colaboradores mais frequentes em auxílios e bolsas FAPESP
Contate o Pesquisador

Este canal da BV/FAPESP deve ser utilizado tão somente para mensagens, referentes aos projetos científicos financiados pela FAPESP.


 

 

 

 

Palavras-chave utilizadas pelo pesquisador
Absorção de água pelas plantas África do Sul América do Sul Análise multinível Anatomia vegetal Antioxidantes Aprendizado computacional Aquaporinas Árvores florestais Avaliação de risco Balanço hídrico Banco de sementes Biodiversidade Biogeoquímica Botânica Caatinga Campos rupestres Casa de vegetação Cascas (planta) Celulose Cerrado Ciências Biológicas Coleta de dados Condutividade hidráulica Conservação Degradação ambiental Dessecação Diversidade funcional (ecologia) Ecologia Aplicada Ecologia da restauração Ecologia de Ecossistemas Ecologia funcional Ecologia vegetal Ecologia Ecossistema tropical Ecossistemas terrestres Ecossistemas Eventos climáticos extremos Fenologia Fertilidade do solo Fisiologia Vegetal Fisiologia vegetal Floema Floresta ombrófila densa Florestas tropicais Fogo Fósforo Fotossíntese Fumaça Germinação Gramíneas Hidrologia de floresta Impactos ambientais Interdisciplinar Invasão biológica Isótopos de carbono Isótopos de nitrogênio Isótopos estáveis Limiares críticos Manguezais Mata Atlântica Monitoramento ambiental Montanhas Morfologia Vegetal Morfologia vegetal Mudança climática Nevoeiro Nitrogênio Nutrientes minerais do solo Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros Perfil metabólico Plantas carnívoras Plantas epífitas Plantas Plasticidade fenotípica Potencial hídrico Processamento de dados Processos ecológicos e ambientais Processos fisiológicos Proteaceae Recursos hídricos Região neotropical Restauração ecológica Restauração São Paulo Savana Secas Sensoriamento remoto Serra do Mar (SP) Sistemas dinâmicos Solos Técnicas e procedimentos de laboratório Troca gasosa Uso do solo Uso eficiente da água Vegetação Velloziaceae Xilema
Videos relacionados aos auxílios à pesquisa e bolsas

Estratégias subterrâneas


Publicado a 21 de maio de 2015 - Pesquisa FAPESP. Nos campos rupestres, onde a vegetação pode crescer sobre rochas ou na areia, as plantas usam estratégias especializadas para absorver os escassos nutrientes. O biólogo Rafael Oliveira, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), vem descobrindo algumas dessas estratégias, como estruturas especializadas nas raízes que secretam uma substância capaz de liberar o fósforo presente no solo. Outras plantas são carnívoras, como a que mantém as folhas enterradas na areia e captura pequenos vermes subterrâneos. As especializações nas raízes permitem que plantas vivam no ambiente infértil dos campos rupestres, que não chegam a 1% do território brasileiro, mas abrigam cerca de um terço da biodiversidade vegetal do país.

Publicações acadêmicas

(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

ELLER, Cleiton Breder. The effects of environmental changes on water and carbon relations of cloud forest trees. Tese (Doutorado) -  Instituto de Biologia.  Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).  Campinas, SP.  (13/19555-2

Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: