Busca avançada
Ano de início
Entree

Tiago Peçanha de Oliveira

CV Lattes ORCID Google Scholar Citations


Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina (FM)  (Instituição-sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil

Senior Lecturer em Fisiologia Cardiovascular no Department of Sport and Exercise Sciences da Manchester Metropolitan University - Reino Unido. Pesquisador colaborador do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da USP. Realizou pós-doutorado na Faculdade de Medicina da USP (2017-2022), com período sanduíche (2019-2020) no Research Institute for Sport and Exercise Sciences da Liverpool John Moores University. Doutor em Ciências (2012-2016) pela Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo (USP). Doutorado sanduíche (2016) no Research Institute for Sport and Exercise Sciences da Liverpool John Moores University. Mestre em Aspectos Biodinâmicos do Movimento Humano (2010-2012) pela Faculdade de Educação Física e Desportos da Universidade Federal de Juiz de Fora. Graduado em Educação Física (2005-2008), pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Possui experiência em fisiologia cardiovascular, fisiologia humana e efeitos terapêuticos do exercício físico nas doenças crônicas não-transmissíveis. (Fonte: Currículo Lattes)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o(a) pesquisador(a)
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)
Bolsas no país
Bolsas no Exterior
Apoio FAPESP em números * Quantidades atualizadas em 26/11/2022
Colaboradores mais frequentes em auxílios e bolsas FAPESP
Contate o Pesquisador

Este canal da BV/FAPESP deve ser utilizado tão somente para mensagens, referentes aos projetos científicos financiados pela FAPESP.


 

 

 

 

Palavras-chave utilizadas pelo pesquisador
Videos relacionados aos auxílios à pesquisa e bolsas

COVID-19: o impacto da quarentena sobre o nível de atividade física


Estreia em 4 de junho de 2020 - Agência FAPESP. Em artigo de revisão publicado no American Journal of Physiology, grupo da USP apresenta evidências científicas sobre o impacto de curtos períodos de inatividade física no sistema cardiovascular e defende a prática de exercícios no ambiente domiciliar durante a quarentena. O alerta foi feito por pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP) em artigo de revisão publicado no American Journal of Physiology: https://journals.physiology.org/doi/full/10.1152/ajpheart.00268.2020

Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: