Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Caracterização genética de um teste de progênies de Dipteryx alata Vog. proveniente de remanescente florestal da Estação Ecológica de Paulo de Faria, SP, Brasil

Texto completo
Autor(es):
Daniela Silvia de Oliveira Canuto [1] ; Darlin Ulises Gonzalez Zaruma [2] ; Marcela Aparecida de Moraes [3] ; Alexandre Marques da Silva [4] ; Mario Luiz Teixeira de Moraes [5] ; Miguel Luiz Menezes Freitas [6]
Número total de Autores: 6
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira - Brasil
[2] Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Ciências Agronômicas - Brasil
[3] Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira - Brasil
[4] Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira - Brasil
[5] Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira - Brasil
[6] Instituto Florestal - Brasil
Número total de Afiliações: 6
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Hoehnea; v. 42, n. 4, p. 641-648, 2015-12-00.
Resumo

Atualmente a vegetação natural do Cerrado encontra-se altamente fragmentada, causando a perda da variabilidade genética e, concomitantemente, risco de extinção das populações remanescentes nestes fragmentos. Não indiferente a isto, o objetivo desse trabalho foi estimar a variabilidade genética de um teste de progênies de Dipteryx alata, formado a partir do material da Estação Ecológica de Paulo de Faria, para efetivar a conservação genética do que ainda resta da espécie no Estado de São Paulo e subsidiar um método de seleção visando a formação de pomar de sementes com qualidade genética para serem empregadas na restauração do Cerrado. O teste de progênies, composto por 59 progênies, 17 repetições e uma planta por parcela, foi instalado no dia 10 de julho de 2013, na Fazenda de Ensino, Pesquisa e Extensão (FEPE) da Universidade Estadual Paulista, Ilha Solteira, SP, Brasil. As estimativas dos parâmetros genéticos foram baseadas na altura total de plantas com 3, 7 e 21 meses de idade. As estimativas de herdabilidade média, coeficiente de variação genética individual, acurácia (0,81, 39,88 e 0,90, respectivamente, aos três meses) e correlações genéticas entre ALT e DMC (0,74) indicaram que a formação do teste de progênies permitiu resgatar o material genético com variabilidade genética suficiente para garantir a formação de novas populações e as estimativas dos parâmetros genéticos apresentaram base genética promissora, o que permite ganhos na seleção em programas de melhoramento e a formação de pomar de sementes para utilização em programas de restauração. (AU)

Processo FAPESP: 12/18747-2 - Conservação e melhoramento genético em progênies/procedências de Dipteryx alata Vogel em dois sistemas de plantio
Beneficiário:Mario Luiz Teixeira de Moraes
Modalidade de apoio: Auxílio à Pesquisa - Regular