Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Atrasos na suspeita e no diagnóstico de tuberculose e fatores relacionados

Texto completo
Autor(es):
Natália Sperli Geraldes Marin dos Santos Sasaki ; Maria de Lourdes Sperli Geraldes dos Santos ; Silvia Helena F. Vendramini ; Antonio Ruffino-Netto ; Teresa Cristina Scatena Villa ; Francisco Chiaravalloti-Neto
Número total de Autores: 6
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Revista Brasileira de Epidemiologia; v. 18, n. 4, p. 809-823, Dez. 2015.
Resumo

RESUMO: Objetivo: Medir os atrasos na suspeita e no diagnóstico de tuberculose (TB) e identificar fatores relacionados. Métodos: O atraso na suspeita foi definido como o tempo entre a percepção, pelo doente, dos sintomas até a procura pelo primeiro atendimento e no diagnóstico, como o tempo entre o primeiro atendimento até a realização do diagnóstico. Foram entrevistados 100 doentes, diagnosticados e notificados em 2008 e 2009, atendidos em serviços de saúde (SSs) de São José do Rio Preto, para os quais foram quantificados os atrasos. As possíveis variáveis explicativas foram obtidas das entrevistas e de informações secundárias disponíveis no sistema de vigilância. Os endereços dos casos e dos serviços de saúde foram geocodificados. As variáveis foram analisadas por regressão linear múltipla e, quando da identificação de dependência espacial dos seus resíduos, por regressão espacial. Resultados: As medianas, tanto para o atraso na suspeita como no diagnóstico, foram 15 dias. O atraso na suspeita foi modelado por regressão linear e mostrou-se associado positivamente com as distâncias percorridas pelos doentes para obter o primeiro atendimento e negativamente com a religião (não cristã). O atraso no diagnóstico foi modelado por regressão espacial e mostrou-se associado positivamente com idade e número de vezes que o doente procurou o SS e negativamente com a classificação do caso (TB pulmonar). Conclusão: O estudo revelou lacunas nas ações de controle da TB relacionadas aos doentes e à organização dos serviços e mostrou a importância de se levar em conta a dependência espacial dos fenômenos analisados. (AU)

Processo FAPESP: 08/07904-4 - Avaliação da acessibilidade ao diagnóstico da tuberculose: análise espacial de casos e de serviços de saúde
Beneficiário:Natália Sperli Geraldes Marin dos Santos
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado