Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Abundance and spatial-temporal distribution of the shrimp Xiphopenaeus kroyeri (Decapoda: Penaeidae): an exploited species in southeast Brazil

Título (Português): Abundância e distribuição espaço-temporal do camarão Xiphopenaeus kroyeri (Decapoda: Penaeidae): uma espécie em explotação no sudeste do Brasil
Texto completo
Autor(es):
E. R. Silva ; G. S. Sancinetti ; A. Fransozo ; A. Azevedo ; R. C. Costa
Número total de Autores: 5
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Brazilian Journal of Biology; v. 76, n. 3, p. 764-773, Set. 2016.
Citações Web of Science: 0
Resumo

Abstract This study evaluated the abundance and spatial-temporal distribution of the shrimp Xiphopenaeus kroyeri in the coastal region of Macaé, state of Rio de Janeiro, southeastern Brazil. Monthly samples were obtained from March 2008 to February 2010 in six stations located in Inner (5, 10 and 15m depth) and Outer (25, 35 and 45m depth) areas. It was used a commercial fishery boat equipped with an otter-trawl net (3.5 m mouth width, mesh size 20mm and 15mm in the cod end). Water samples were taken for determination of temperature and salinity, and sediment samples for determination of texture and organic matter content. A total of 7146 shrimps were sampled. About 95% of all shrimps were caught in the shallow area, i.e., depths <20m. Greatest abundances were recorded in winter and spring. No significant correlation was observed between sediment (phi) and abundance. The distribution of X. kroyeri in the studied area was closely related to seasonal cold waterfront of the South Atlantic Central Water (SACW) and temperature was the main factor affecting the species abundance. (AU)

Resumo

Resumo Este estudo avaliou a abundância e a distribuição espaço–temporal do camarão Xiphopenaeus kroyeri na área costeira da região de Macaé, estado do Rio de Janeiro no sudeste do Brasil. As coletas foram realizadas mensalmente de março de 2008 a fevereiro de 2010 em seis transectos localizados na área interna (5, 10 e 15m profundidade) e na área externa (25,35 e 45m profundidade). Foi utilizado um barco de pesca comercial equipado com uma rede de arrasto tipo otter-trawl (3,5m abertura de boca, 20mm de malha e 15mm de ensacador). Foram obtidas amostras de água para determinação da temperatura e da salinidade e amostras de sedimento para determinação da granulometria e teor de matéria orgânica. Um total estimado de 7146 camarões foi amostrado. Aproximadamente, 95% de todos os camarões foram capturados “Inner Area”, ou seja, profundidades <20m. As maiores abundâncias foram registradas no inverno e na primavera. Não houve correlação significativa entre o sedimento (phi) e abundância. De acordo com os resultados deste estudo, a distribuição do X. kroyeri na área de estudo está intimamente ligada à sazonalidade da frente térmica da ACAS e a temperatura é o principal fator que afetou a abundância da espécie. (AU)