Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Conhecimento e interesse em usar o dispositivo intrauterino entre mulheres usuárias de unidades de saúde

Texto completo
Autor(es):
Ana Luiza Vilela Borges [1] ; Karina Simão Araújo [2] ; Osmara Alves dos Santos [3] ; Renata Ferreira Sena Gonçalves [4] ; Elizabeth Fujimori [5] ; Eveline do Amor Divino [6]
Número total de Autores: 6
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem - Brasil
[2] Hospital Municipal Universitário de São Bernardo do Campo - Brasil
[3] Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas - Brasil
[4] Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem - Brasil
[5] Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem - Brasil
[6] Universidade Federal de Mato Grosso. Faculdade de Enfermagem - Brasil
Número total de Afiliações: 6
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Revista Latino-Americana de Enfermagem; v. 28, 2020-02-14.
Resumo

Objetivo: analisar o nível de conhecimento sobre o dispositivo intrauterino, o interesse em usá-lo e a relação desses eventos entre mulheres em idade reprodutiva. Método: estudo transversal conduzido com 1858 mulheres de 18-49 anos de idade, usuárias de Unidades Básicas de Saúde. Os dados foram obtidos por entrevistas face a face. Avaliou-se o nível de conhecimento por meio de itens que admitiam repostas do tipo concordo, não concordo e não sei, cujo escore foi categorizado em abaixo/igual e acima da mediana. Utilizaram-se qui-quadrado e regressão logística múltipla, calculados no Stata 14.2 (nível de confiança igual a 95%). Resultados: o uso atual do dispositivo intrauterino foi pouco frequente (1,7%; n=32), sendo o nível de conhecimento maior entre mulheres com 25-34 anos de idade, mais escolarizadas, brancas, que usavam/já tinham usado o dispositivo intrauterino e residentes em Aracaju, Sergipe. O interesse em usar o dispositivo intrauterino (38,0%; n=634) foi maior entre as mulheres mais jovens, com maior escolaridade, com plano de saúde, solteiras, sem filhos e com maior nível de conhecimento sobre o dispositivo intrauterino. Conclusão: o nível de conhecimento sobre o dispositivo intrauterino foi associado ao interesse em usá-lo. (AU)

Processo FAPESP: 14/02447-5 - Padrões e determinantes das descontinuidades contraceptivas e o papel da anticoncepção de emergência
Beneficiário:Ana Luiza Vilela Borges
Modalidade de apoio: Auxílio à Pesquisa - Regular