Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Ontogênese, anatomia e ultra-estrutura dos nectários extraflorais de Hymenaea stigonocarpa Mart. ex Hayne (Fabaceae - Caesalpinioideae)

Texto completo
Autor(es):
Paiva, Élder Antônio Sousa ; Machado, Silvia Rodrigues [2]
Número total de Autores: 2
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Acta Botanica Brasilica; v. 20, n. 2, p. 471-482, abr.-jun. 2006.
Área do conhecimento: Ciências Biológicas - Botânica
Notas: O artigo da revista consta como produto de dois Processos: 00/12469-3 e 01/00345-0 em nome de Silvia Rodrigues Machado
Assunto(s):Hymenaea   Fabaceae   Fisiologia vegetal   Secreção vegetal   Cerrado
Resumo

O jatobá-do-cerrado (Hymenaea stigonocarpa Mart. ex Hayne) apresenta nectários extraflorais (NEFs), os quais são descritos pela primeira vez no gênero. Neste trabalho foram estudadas a distribuição, ontogênese, estrutura e ultra-estrutura dos nectários extraflorais (NEFs). Amostras de folhas em várias fases de desenvolvimento foram coletadas, fixadas e processadas para estudos em microscopia de luz e eletrônica de transmissão e varredura, segundo técnicas convencionais. Testes histoquímicos foram empregados para determinar a natureza química da secreção. Os NEFs estão distribuídos por todo o limbo, sendo mais concentrados nos terços basal e médio de cada folíolo. Estes nectários são embutidos no mesofilo, apresentam tecido secretor envolvido por uma endoderme e são vascularizados por xilema e floema. A atividade secretora dos NEFs é limitada à fase juvenil da folha. Nas folhas mais velhas, os NEFs tornam-se não funcionais. O tecido secretor dos NEFs é formado a partir da protoderme, enquanto a endoderme tem origem no meristema fundamental. No tecido secretor de nectários funcionais as células apresentam citoplasma denso, núcleo volumoso, mitocôndrias, plastídios com sistema de membranas pouco desenvolvido, gotas de óleo dispersas no citosol, dictiossomos e segmentos de retículo endoplasmático liso. A secreção é liberada por meio de rupturas cuticulares e apresenta polissacarídeos e lipídios. (AU)

Processo FAPESP: 00/12469-3 - Estudos morfológicos, anatômicos, histoquímicos e ultra-estruturais em plantas do Cerrado (Senso lato) do estado de São Paulo
Beneficiário:Silvia Rodrigues Machado
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Programa BIOTA - Temático
Processo FAPESP: 01/00345-0 - Anatomia e aspectos ultra-estruturais das estruturas secretoras em Hymenaea cf. stigonocarpa Mart. ex Hayne (fabaceae-caesalpinioideae)
Beneficiário:Silvia Rodrigues Machado
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular