Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização multifractal de imagens microtomográficas e sua correlação com a retenção e o transporte de água no solo

Processo: 18/16226-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 15 de abril de 2019 - 14 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Carlos Manoel Pedro Vaz
Beneficiário:Carlos Manoel Pedro Vaz
Pesquisador visitante: Adolfo Nicolas Posadas Durand
Inst. do pesquisador visitante: Agrosight Limited, Inglaterra
Instituição-sede: Embrapa Instrumentação Agropecuária. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Física do solo  Conectividade (ecologia)  Porosidade do solo  Intercâmbio de pesquisadores 

Resumo

A teoria multifractal permite a caracterização espacial e temporal de fenômenos naturais complexos, como é o caso dos processos de fluxo e retenção de água no solo. Métodos multifractais tem sido utilizado na Ciência do Solo para caracterizar o sistema poroso e a estrutura do solo, a condutividade hidráulica, classificar solos e caracterizar a variabilidade espacial. Neste trabalho a teoria multifractal será aplicada para a caracterização de imagens microtomográficas de alguns solos utilizando diferentes escalas (tamanho de amostras e resolução espacial da imagem). Parâmetros multifractais como o espectro multifractal (f(±)), o expoente de massa (Ä(q)), as dimensões capacidade (D0), entropia (D1) e correlação (D2) serão determinados e correlacionados com propriedades como a distribuição de tamanho de poros, curva de retenção de água e condutividade hidráulica. Serão realizadas melhorias em um programa de cálculo de parâmetros multifractais, incluindo a Entropia de Informação (programa NASS e versão Matlab do programa wavelet-multifractal, WTMM-MF), para a obtenção dos parâmetros multifractais em 3 dimensões. Será realizado também um curso teórico e prático para pesquisadores da Embrapa, professores (IFSC/USP, ICMC/USP, ESALQ/USP e outros) e alunos de pós-graduação, dentre outros possíveis interessados. (AU)