Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistema de identificação de animais mais lucrativos para produção de carne utilizando informações genômicas: Livestock Profit Tool (LPT)

Processo: 18/15423-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de maio de 2019 - 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
Pesquisador responsável:Minos Esperândio Carvalho
Beneficiário:Minos Esperândio Carvalho
Empresa:Tech - Inovações Tecnológicas para a Agropecuária Ltda
CNAE: Criação de bovinos
Atividades de apoio à pecuária
Município: Piracicaba
Pesq. associados:Adriele Giaretta Biase ; Welder Angelo Baldassini
Bolsa(s) vinculada(s):19/10692-3 - Sistema de identificação de animais mais lucrativos para produção de carne utilizando 14 informações genômicas: Livestock Profit Tool (LPT), BP.PIPE
Assunto(s):Genomas  Lucro  Bovinos 

Resumo

O Brasil é um dos principais produtores de proteína animal para alimentação humana, gerando aproximadamente 20% da carne consumida no mundo. A identificação de animais eficientes e lucrativos para produção de carne é uma oportunidade para gerar benefícios ambientais e econômicos. Isso é possível por meio tecnologias de monitoramento em tempo real do desempenho dos animais utilizando sensores e plataformas que permitem identificar o momento mais lucrativo (Ponto Ótimo Econômico - POE). A mensuração desse fenótipo composto e inovador atrelado as informações genômicas dos animais são processos que não foram conduzidos até o momento. Embora seja essencial para o sucesso econômico da atividade, o POE jamais foi explorado comercialmente em associação com dados genômicos. Nesse contexto, objetiva-se desenvolver um sistema apoio a tomada de decisão denominado de Livestock Profit Tool (LPT). Na primeira fase (Fase 1 PIPE FAPESP), o desenvolvimento do sistema LPT contemplará: 1) monitoramento e coleta de pelo menos 1.000 fenótipos utilizando a plataforma BeefTrader (FAPESP 15/07855-7) que utiliza sensores acoplados em balanças automáticas e câmeras, permitindo a identificação de indivíduos mais lucrativos em confinamentos e frigoríficos comerciais para produção de carne por meio de algoritmos inteligentes; 2) coleta, extração e preservação de material genético de todos esses animais avaliados para posterior construção de bibliotecas genômicas; e 3) pesquisa para avaliação técnico-científica do projeto baseado em questionários destinados a programas de melhoramento genético, empresas de biotecnologia animal e associações de produtores. No Fase 2 (PIPE FAPESP), com o aumento do número de animais avaliados pela plataforma BeefTrader, será pertinente a genotipagem desses animais utilizando chips comerciais de alta densidade e condução de estudos de associação ampla do genoma (GWAS) visando associar de forma inédita marcadores genéticos ao POE. Essa abordagem e metodologias nunca foram exploradas anteriormente, algo que fortalece a presente proposta nas esferas científica, tecnológica e econômica, possibilitando a geração de produtos e serviços pelo alto grau inovador. A coleta do material biológico desses animais, somados aos fenótipos, também permitirão a identificação e formação de grupos contrastantes para lucro (ou valor marginal líquido, R$/d). O foco inovador será não apenas para a fase de engorda comercial desses animais, mas melhorar as predições a priori e posteriori no âmbito da seleção genômica. Por esses motivos, o potencial de comercialização do sistema LPT circundará sobre o interesse de empresas e laboratórios de biotecnologia animal, incluindo as plataformas Illumina, Affymetrix (Thermo Fischer), Neogen, entre outras. Adicionalmente, empresas de genética como a ABS Pecplan, bem como produtores e indústria frigorífica poderão usufruir do sistema para maximizar seus lucros. A proposta está alicerçada por conhecimentos e experiência em: i) POE, biologia de crescimento e da composição química corporal dos animais em avaliação (curvas de crescimento e deposição de tecidos); ii) métodos estatísticos avançados, GWAS e bioinformática para tratamento dos dados; e iii) banco de dados fenotípicos obtidos por sensores em balanças automáticas e câmeras de imageamento via BeefTrader. (AU)