Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento, validação do método de LC-MS/MS e determinação dos parâmetros farmacocinéticos da neuroprotetora de AVC neurounina-1 no plasma de cães Beagle após administração intravenosa

Processo: 19/09920-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de junho de 2019 - 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Geral
Pesquisador responsável:Gilberto de Nucci
Beneficiário:Gilberto de Nucci
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas 

Resumo

Neurounina-1 (nome químico: 7-nitro-5-fenil-1-(pirrolidina-1-ilmetil)-1H-benzo[e][1,4]diazepin-2(3H)-ona) é um novo composto produzido com efeito neuroprotetor relevante durante o acidente vascular encefálico e na hipóxia neonatal pelo aumento da atividade do trocador de Na+/Ca2+ (do inglês Na+/Ca2+ exchanger - NCX), NCX1 e NCX2. Este estudo mostra, pela primeira vez, o desenvolvimento e validação de um método sensível e seletivo para análise da neurounina-1 em plasma de cães Beagle por cromatografia líquida acoplada a espectrometria de massa em tandem (LC-MS/MS). A preparação da amostra consistiu na extração do analito e do padrão interno (ropivacaína) do plasma (50 µL) por extração líquido-líquido utilizando acetonitrila (100 µL). O modo de monitoramento de reação selecionado do íon positivo foi realizado e o precursor para as transições de íons produto de m/z 365Ã83 e m/z 275Ã126 foi usado para medir os derivados da neurounina-1 e da ropivacaína. A separação cromatográfica foi realizada utilizando uma coluna analítica Phenomenex Luna C18 (150 mm x 4,6 mm x 5 µm) com uma fase móvel isocrática composta de metanol/acetonitrila/água (50/40/10, v/v/v) + 0,1% de ácido fórmico + 1 M de formato de amônio. O método foi linear em um intervalo de concentração de 1 a 500 ng/mL. O método foi aplicado para avaliar a farmacocinética da neurounina-1 após a administração intravenosa única de três doses diferentes (0,1 mg/kg, 0,3 mg/kg e 1 mg/kg) a cães beagle (n=5). Os valores médios de AUC0-tlast foram de 26,10, 115,81 e 257,28 ng*h/ml após administração intravenosa de 0,1, 0,3 e 1 mg/kg, respectivamente. A farmacocinética linear foi observada até 1,0 mg/kg. A neurounina-1 foi rapidamente eliminada, com valores médios de CL de 46,24, 47,57 e 69,15 L/h, Vd de 130,31, 154,15 e 210,79 L e t1/2 de 2,14, 2,54 e 2,04 horas após a administração intravenosa de 0,1, 0,3 e 1 mg/kg, respectivamente. Este novo método analítico permite a rápida determinação da neurounina-1, um novo composto desenvolvido, capaz de exercer um notável efeito neuroprotetor em uma faixa nanomolar baixa. (AU)