Busca avançada
Ano de início
Entree

Vinculando composição de matéria orgânica dissolvida e comunidades bacterioplanctônicas em um sistema de várzea amazônica

Processo: 19/18206-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de novembro de 2019 - 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Hugo Miguel Preto de Morais Sarmento
Beneficiário:Hugo Miguel Preto de Morais Sarmento
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Carbono orgânico dissolvido  Rio Solimões 

Resumo

A matéria orgânica dissolvida (MOD) é o principal substrato para os procariontes aquáticos, suprindo seu metabolismo e controlando a composição da comunidade. Os rios da Amazônia transportam e processam grandes fluxos de MOD terrestre, mas pouco se sabe sobre a ligação entre a composição da MOD e as bactérias heterotróficas na bacia amazônica. Os objetivos deste estudo foram caracterizar a composição da MOD e investigar o acoplamento entre ela e a composição da comunidade bacteriana (CCB) durante um ciclo hidrológico completo em um sistema de várzea amazônica (lago Janauacá). Nosso estudo revelou um claro padrão sazonal na composição da MOD ao longo do pulso de inundação, que afetou as quantidades de insumos autóctones e alóctones e, consequentemente, a extensão do teor húmico, peso molecular e aromaticidade da MOD. A CCB foi fortemente acoplada à fluorescência da MOD, que também foi impulsionada por diferenças ao longo do ciclo hidrológico, com componentes distintos e unidades taxonômicas operacionais sendo simultaneamente mais abundantes e correlacionadas com uma estação específica. Este acoplamento foi particularmente bem refletido para três dos quatro componentes de fluorescência identificados, dois componentes terrestres (C1 e C3) e um componente autóctone (C4). Apesar das mudanças claras na composição da MOD, as concentrações de carbono orgânico dissolvido tenderam a ser relativamente estáveis ao longo do ano. No geral, nossos resultados sugerem que as mudanças na CCB estavam associadas à qualidade da MOD, mas não à sua quantidade (que permaneceu relativamente constante ao longo do ano), e que as bactérias usam preferencialmente compostos lábeis e recém-produzidos no lago Janauacá. (AU)