Busca avançada
Ano de início
Entree

EMU concedido no processo 2017/15736-3: Time-resolved PIV system

Processo: 19/20870-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Equipamentos Multiusuários
Vigência: 01 de novembro de 2019 - 31 de outubro de 2026
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Antonio Carlos Bannwart
Beneficiário:Antonio Carlos Bannwart
Instituição-sede: Centro de Estudos do Petróleo (CEPETRO). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/15736-3 - Centro de Pesquisa em Engenharia em Reservatórios e Gerenciamento de Produção de Petróleo, AP.PCPE
Assunto(s):Indústria do petróleo  Reservatórios de petróleo  Aquisição de equipamentos  Equipamentos multiusuários  Recursos para a pesquisa 
As informações de acesso ao Equipamento Multiusuário são de responsabilidade do Pesquisador responsável
Página web do EMU: Página do Equipamento Multiusuário não informada
Tipo de equipamento: Tipo de Equipamento Multiusuário não informado
Fabricante: Fabricante não informado
Modelo: Modelo não informado

Resumo

A presente proposta é dividida em quatro linhas de pesquisa, a saber: 1) Otimização de produção (RL1) - Modelagem de reservatório; 2) Otimização de produção (RL2) - Artificial Lift and Flow Assurance; 3) EOR / IOR (RL3); E 4) Water handling (RL4). No plano de modelagem de reservatórios, a aplicação inicial (primeiros anos de projeto) estará em um reservatório com as características do campo de Peregrino e, dependendo dos resultados, alguns testes também serão feitos em reservatórios de carbonato. O objetivo é obter as melhores metodologias e ferramentas para melhorar o fator de recuperação. No plano Artificial Lift e flow Assurance, considerando o cenário do campo de Peregrino, os maiores desafios são os problemas de garantia de escoamento e o comportamento de equipamentos submarinos de águas profundas, como separadores e bombas. As investigações concentrar-se-ão em melhorar o desempenho das Bombas Submersas Elétricas (ESP), modelando propriedades termodinâmicas e termofísicas de fluidos de petróleo e testando novos conceitos de separação. No plano EOR / IOR, a proposta é investigar aspectos-chave do processo de injeção de CO2 em um reservatório de petróleo pesado, como o fator de inchaço do óleo com concentrações variáveis de CO2 no gás injetado, a variação nas propriedades de transporte de óleo, tais como viscosidade e densidade com diferentes proporções de CO2 na fase gasosa, efeito sobre a tensão interfacial entre água e óleo e também o efeito sobre o ângulo de contato com a rocha - o que significa, em última análise, a preferência de rocha para cada fluido - para várias concentrações de gás. O plano é levar a investigação à pressão e à temperatura do reservatório alvo. No plano de Water Handling, a proposta envolve abordar diferentes aspectos do conceito geral de manuseio de água, que são divididos em uso de fluxo divergente como metodologia para reduzir o volume de água produzida; Avaliação da formação de escala e das nanopartículas produzidas como riscos de bloqueio e para o meio ambiente; Desenvolvimento de técnicas analíticas para o monitoramento de íons específicos, principalmente sulfato, em soluções de alta salinidade, monitoramento de degradação de polímero em condições de inundação de polímeros e análise de diferentes aspectos envolvidos na formação e desagregação de óleo em água Emulsões para remoção de óleo. Uma preocupação comum das quatro equipes de pesquisa é encontrar a melhor eficiência para uma determinada aplicação. No contexto atual da indústria de petróleo e gás, as melhores tecnologias são aquelas consistentes com alta eficiência, baixa demanda de energia, baixo custo e baixo risco. A organização periódica de oficinas envolvendo as quatro equipes de pesquisa, conforme descrito no Plano de Governança, Gestão e Estrutura, será crucial para estabelecer conexões entre os pesquisadores e integrar as pessoas em uma única perspectiva. (AU)