Busca avançada
Ano de início
Entree

Prospecção de terreno em área urbana por meio de métodos não-destrutivos: rádio detection

Resumo

A ocupação do espaço territorial urbano é dinâmica, passível de conflitos e sujeita à regulamentação, normalização e fiscalização efetivas. A interface do sistema subterrâneo com o meio urbano superficial é importantíssima e deve ser cuidadosamente planejada, dimensionada e inserida na funcionalidade do local. Para promover o desenvolvimento urbano é necessário ocupar o espaço subterrâneo para instalação de inúmeras redes de infra-estrutura. Os subterrâneos das cidades foram inicialmente ocupados por canalizações, redes de água e esgotos, e pequenos túneis que possibilitassem o acesso rápido. Atualmente, esse espaço subterrâneo é ocupado por grandes obras viárias, estacionamentos, sistemas de transporte de alta capacidade, como é o caso do trem metropolitano (metrô) e parte de edifícios comerciais e residenciais. As intervenções para reparos dessas redes de subsuperfície ou a construção de novas obras civis, sobretudo as subterrâneas, necessitam de cuidados especiais para evitar acidentes e impactos negativos ao meio ambiente. A aplicação de técnicas e métodos não-destrutivos, ou seja, equipamentos que emitem ondas eletromagnéticas que se propagam no solo e refletem nos alvos desejados e retornam à superfície do terreno para um receptor, tornam-se indispensáveis nas campanhas de investigação para localizar e identificar essas redes subterrâneas. A proposta de auxílio a essa pesquisa vem ao encontro dessa demanda. As técnicas do GPR (Ground Penetrating Radar), das sondagens elétricas verticais, do caminhamento elétrico, magnetometria e dos ensaios sísmicos, há alguns anos, vêm sendo utilizadas nos trabalhos em áreas urbanas. Trabalhos já desenvolvidos mostram que os métodos não-destrutivos apresentam vantagens técnicas e limitações que impedem sua aplicação de maneira indiscriminada. As grandes vantagens desses métodos são: a rapidez na coleta das informações, se comparado aos tradicionais métodos de prospecção (sondagens mecânicas, poços de inspeção, trincheiras, etc.); e a principal delas é a possibilidade em realizar levantamentos contínuos ao longo de uma rede subterrânea, sem promover impactos negativos ao meio ambiente e à população urbana. Por outro lado, os estudos realizados mostraram ainda que existem limitações no alcance dessas ferramentas, que podem ser intrínsecas aos equipamentos, às interferências de redes subterrâneas, bem como às características geológico-geotécnicas do solo que também influenciam na propagação de ondas. A presente solicitação de auxílio à pesquisa visa incrementar o desenvolvimento dos métodos não-destrutivos para aquisição de novo equipamento a ser utilizado nos levantamentos de campo em área urbana. Para isso, solicita-se um Radio Detection para levantamento de redes de infra-estrutura de subsuperfície. Trata-se de um equipamento cujo potencial de alcance de investigação merece ser estudado, e para isso, requer uma série de experimentos que podem ser utilizados para estabelecer diretrizes no uso para reconhecimento de redes de infra-estrutura.A pesquisa será realizada adotando-se o método tradicional, que pode ser resumido em: 1 - Levantamento bibliográfico; 2 - Estudo do equipamento e estabelecimento de critérios preliminares para execução de ensaios de campo; 3 - Ensaios preliminares no laboratório para ajuste do equipamento e manuseio; 4 - Execução de ensaios no campo de provas, onde foram realizados ensaios com o GPR por Iyomasa et al. (2006, no prelo), no campo de prova do IPT. Outro ensaio previsto, em princípio, é em área onde ocorrem sedimentos aluvionares (como junto à marginal do rio Pinheiros); 5 - Avaliação dos registros e comparações com os resultados alcançados entre as diferentes técnicas aplicadas; e6 - Elaboração do relatório e de um artigo para divulgação no meio técnico dos resultados e conclusões alcançados na pesquisa. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)