Busca avançada
Ano de início
Entree

Quantificação das células progenitoras endoteliais e avaliação de possível correlação com atividade de doença em pacientes com arterite de Takayasu

Processo: 09/15987-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de janeiro de 2010 - 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Emilia Inoue Sato
Beneficiário:Emilia Inoue Sato
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Arterite de Takayasu  Células progenitoras endoteliais  Reumatologia 

Resumo

Introdução: Arterite de Takayasu (AT) é uma vasculite granulomatosa crônica que acomete grandes vasos, preferencialmente aorta e seus ramos principais e que cursa frequentemente com aterosclerose precoce, comprovada tanto por estudos anatomo-patológicos, como por exames de imagem. A presença de lesões ateroscleróticas prematuras em outras doenças inflamatórias crônicas, como no lúpus eritematoso sistêmico e na artrite reumatóide, é explicada, em parte, pela redução dos níveis de células responsáveis pelo reparo do endotélio, denominadas células progenitoras endoteliais (EPCs). Justificativa: Em analogia às outras doenças reumáticas autoimunes, elaboramos a hipótese de que na AT as EPCs também poderiam estar envolvidas na fisiopatogenia da doença e da aterosclerose que a acompanha. Considerando que não existem trabalhos avaliando as EPCs nesta doença propomos a realização deste estudo. Objetivo: a) avaliar o número das EPCs e das UFC em pacientes com AT; b) avaliar os níveis de VEGF em pacientes com AT; c) comparar os número das EPCs e UFC e níveis de VEGF entre pacientes com AT e controles saudáveis; d) verificar se há associação entre número das EPCs, número de UFCs, níveis de VEGF e atividade clínica e laboratorial da doença. Pacientes e métodos: Serão recrutadas 40 pacientes com AT e 40 controles. Serão realizados exames laboratoriais de rotina, avaliação das EPCs por citometria de fluxo e cultura de células para avaliação das unidades formadoras de colônias e quantificação de VEGF. Análise estatística: Os dados serão avaliados através de teste de normalidade, teste de variância e o teste t de Student para variáveis com distribuição normal. Dados com distribuição não normal serão avaliados por testes não paramétricos. Correlação entre as variáveis será realizada através de teste de correlação de Pearson, para variáveis com distribuição normal ou Spearman para as com distribuição não normal. Valor de p<0,05 será considerado significante. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GOMES MACHADO, LUIZ SAMUEL; DINIZ OLIVEIRA, ANA CECILIA; SEMEDO-KURIKI, PATRICIA; SILVA DE SOUZA, ALEXANDRE WAGNER; SATO, EMILIA INOUE. Endothelial progenitor cells and vascular endothelial growth factor in patients with Takayasu's arteritis. ADVANCES IN RHEUMATOLOGY, v. 58, AUG 9 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.