Busca avançada
Ano de início
Entree

Condicionamento radicular com ácido cítrico e os efeitos biológicos da aplicação tópica de bFGF e BMP-7 em células relevantes para a regeneração periodontal

Processo: 10/11749-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2010 - 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:José Eduardo Cezar Sampaio
Beneficiário:José Eduardo Cezar Sampaio
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Pesq. associados:Carlos Rossa Junior
Assunto(s):Regeneração tecidual guiada periodontal  Matriz extracelular 

Resumo

Regeneração periodontal significativa ainda é imprevisível, e o condicionamento radicular é uma das primeira técnicas desenvolvidas para este fim. Existe grande controvérsia em relação aos agentes condicionadores e métodos de aplicação. Nosso grupo de pesquisa avaliou sistematicamente os principais agentes químicos para condicionamento radicular (EDTA, cloridrato de tetraciclina e ácido cítrico), otimizando as condições para seu uso tópico com base na extensão de remoção da smear layer, exposição de fibras colágenas da matriz dentinária e favorecimento da adesão de fibrina e células sanguíneas. A literatura apresenta resultados favoráveis para a regeneração periodontal em estudos in vivo pré-clínicos, no entanto os resultados de estudos clínicos utilizando o condicionamento químico são, em geral, desapontadores. Outros possíveis benefícios do condicionamento radicular incluem: 1) exposição de fatores de crescimento e mediadores biológicos endógenos presentes na matriz dentinária ou cementária; e 2) o aumento da adsorção de fatores de crescimento exógenos aplicados topicamente sobre as superfícies radiculares. bFGF e BMP-7 são fatores de crescimento com efeitos biológicos importantes para a regeneração periodontal, como angiogênese e proliferação celular, bem como a diferenciação celular e produção de matriz extracelular, respectivamente. Há relativamente pouca informação sobre o papel destes fatores de crescimento na regeneração periodontal, em especial sobre seus efeitos em células relevantes para a regeneração periodontal, como cementoblastos, fibroblastos do ligamento periodontal e células do estroma ósseo. Com base nestas informações, a hipótese de trabalho é que o condicionamento radicular com ácido cítrico aumenta a adsorção de fatores de crescimento aplicados topicamente e favorece os efeitos destes fatores de crescimento em células relevantes para a regeneração periodontal. Para testar esta hipótese, propomos os seguintes objetivos específicos: - Determinar o efeito do condicionamento químico radicular na liberação de fatores de crescimento aplicados topicamente; - Avaliar os efeitos biológicos da aplicação tópica de bFGF e BMP-7, isolados e associados, sobre a biologia de células relevantes para a regeneração periodontal (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GODOY ROCHA, FERNANDA REGINA; CHAVES DE SOUZA, JOAO ANTONIO; GUIMARAES-STABILI, MORGANA RODRIGUES; CEZAR SAMPAIO, JOSE EDUARDO; ROSSA JUNIOR, CARLOS. Topical application of bFGF on acid-conditioned and non-conditioned dentin: effect on cell proliferation and gene expression in cells relevant for periodontal regeneration. Journal of Applied Oral Science, v. 25, n. 6, p. 689-699, NOV-DEC 2017. Citações Web of Science: 0.
FERNANDA REGINA GODOY ROCHA; JOÃO ANTÔNIO CHAVES DE SOUZA; MORGANA RODRIGUES GUIMARÃES-STABILI; JOSÉ EDUARDO CEZAR SAMPAIO; CARLOS ROSSA JUNIOR. Topical application of bFGF on acid-conditioned and non-conditioned dentin: effect on cell proliferation and gene expression in cells relevant for periodontal regeneration. Journal of Applied Oral Science, v. 25, n. 6, p. -, Dez. 2017.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.